Mais de 80 mil unidades consumidoras ficam sem luz por cerca de 5 horas em Jaraguá do Sul e municípios da região

Foto: Fábio Junkes/ OCP News

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

12/01/2024 - 07:01 - Atualizada em: 12/01/2024 - 09:38

Na tarde desta quarta-feira (10), um apagão afetou mais de 80 mil unidades consumidoras nos municípios de Jaraguá do Sul, Guaramirim, Schroeder e Corupá, que ficaram sem energia elétrica das 15h até as 20h.

O gerente regional da Celesc, Danilson Wolff, informou que o problema foi verificado na Rodovia do Arroz (SC-108), entre Guaramirim e Joinville. O motivo da falta de luz é que houve falha na linha de transmissão que vem de Joinville e fornece a energia para esses quatro municípios.

“Nós tivemos um vento extremamente forte na região de Jaraguá do Sul que provocou a queda de duas estruturas da linha de distribuição que interliga o município de Blumenau até Jaraguá do Sul e fornece energia ao sistema elétrico aqui da nossa região”, explicou Wolff. “A gente conseguiu restabelecer a subestação que é atendida por Blumenau e o restante dos sistema ficou conectado a uma linha que vem do município de joinville. Então, essa linha apresentou um defeito numa conexão, que acabou rompendo e provocando a interrupção do fornecimento de energia a cerca de 83 mil unidades consumidoreas nos municípios de Jaraguá do Sul, Guaramirim, Schroeder e Corupá”.

O gerente regional da Celesc, Danilson Wolff, informou que o problema foi verificado na Rodovia do Arroz (SC-108), entre Guaramirim e Joinville | Foto: Fábio Junkes/ OCP News

Ressarcimento de prejuízos

A falta de eletricidade pode acarretar danos em equipamentos sensíveis, como geladeiras, freezers, tv e outros dispositivos eletrônicos. O gerente regional da Celesc esclarece as possíveis dúvidas sobre o ressarcimento de danos.

“O ressarcimento está previsto na resolução 1.000 da Aneel. Clientes atendidos em baixa tensão que sofreram prejuízos em equipamentos elétricos devido a essa ocorrência na linha podem procurar a Celesc na loja ou através do número 0800 048 0120 para formalizar o pedido de ressarcimento. Nesse pedido, é necessário informar quais foram os equipamentos afetados, a data e o horário da ocorrência. Depois, será conduzida uma averiguação e, uma vez confirmado que a região foi afetada pelo apagão, será realizada a vistoria do equipamento. Após essa etapa, fornecemos uma carta de orientação para os próximos passos, que incluem a apresentação de um laudo técnico e dois orçamentos”, informa.

No caso de equipamentos que não são destinados a armazenar alimentos, a Celesc tem até 10 dias para realizar a vistoria; no caso de geladeiras e freezers, a empresa tem prazo de 24 horas.

Clientes do Grupo A que possuem transformador próprio conectado em média tensão também têm direito ao ressarcimento, mas precisam formalizar o pedido através de um requerimento, incluindo uma imagem do equipamento.

Comércio afetado

A falta de energia teve consequências para indústrias e empresas dos mais diversos setores. A interrupção de eletricidade obrigou alguns comerciantes a fechar suas portas, causando não apenas prejuízos imediatos, mas também preocupações sobre a recuperação dessas perdas. A impossibilidade de realizar transações comerciais, utilizar sistemas de pagamento eletrônico e manter a iluminação adequada nas lojas tornou-se um desafio significativo para muitos estabelecimentos.

Esse foi o dilema enfrentado por Débora Dutra de Oliveira, uma cabeleireira que se viu obrigada a fechar as portas de seu salão de beleza devido à falta de energia. Incapaz de oferecer atendimento adequado às suas clientes sem os recursos essenciais, Débora foi prejudicada pelos impactos do apagão em seu negócio.

Débora teve que fechar as portas de seu salão de beleza devido à falta de energia |Foto: Fábio Junkes

“Tinha agendado 13 sessões de hidratação para as minhas clientes, mas infelizmente tive que cancelar todas. Decidi fechar o salão por volta das 16h, porque além do calor, não tinha como usar o secador, chapinha, não tinha como trabalhar. Conseguir remarcar algumas clientes para outro horário, mas infelizmente, a maioria acabou sendo prejudicada”, disse.

Instabilidade

Na tarde desta quinta-feira (11), um segundo apagão foi registrado em Jaraguá do Sul por volta das 15h. Mais tarde, às 17h, ocorreu uma nova queda no abastecimento de luz e mais de 13 mil unidades consumidoras estavam sem energia na região, segundo o sistema de monitoramento da Celesc. No entanto, desta vez, a interrupção de energia foi rapidamente solucionada.

Após queda de energia, WEG Motores dá folga aos funcionários até domingo

Devido ao apagão desta quarta-feira, a WEG Motores de Jaraguá do Sul e Guaramirim anunciou a liberação dos seus colaboradores até domingo (14). O retorno ao trabalho está marcado para a próxima segunda-feira (15). O cronograma de reposição destes dias será definido pela empresa posteriormente pela empresa. Confira o comunicado emitido:

 

Nos dias 11, 12, 13 e 14 de janeiro (de quinta a domingo), não haverá expediente nas áreas produtivas da WEG Motores de Jaraguá do Sul e Guaramirim.

Devido às chuvas ocorridas no dia 09/01 e a consequência queda de postes de transmissão de energia, a região está sendo abastecida apenas pela linha de Joinville com consequente sobrecarga e queda na entrega de energia elétrica. Portanto, em reunião realizada pela diretoria da WMO no dia de hoje, 10/01/2024, ficou determinada a pausa nas atividades produtivas até segunda-feira, dia 15/01.

A reposição destes dias será tratada posteriormente.