Joinville unida no combate ao Aedes aegypti: dia D contra a Dengue mobiliza a cidade

Foto: Divulgação PMJS

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

19/02/2024 - 15:02 - Atualizada em: 19/02/2024 - 15:12

Na maior cidade de Santa Catarina, o sábado (17) foi de combate ao mosquito Aedes aegytpi, com o mutirão “Dia D – Joinville Conta a Dengue”. A ação foi realizada pela Prefeitura do município, por meio da Secretaria da Saúde (SES), e teve a participação das forças de segurança da Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Voluntários e 62º Batalhão de Infantaria (62 BI), além de voluntários e de representantes do Conselho Municipal de Saúde, dos Conselhos Locais de Saúde e dos Conselhos Comunitários de Segurança.

Durante a manhã, as equipes se dividiram pelas regiões de quatro bairros entre os que mais apresentam focos do mosquito: Aventureiro, Saguaçu, Paranaguamirim e Morro do Meio. A meta foi visitar as residências e impactar as família com as orientações do check list apresentadas pelo “10 Minutos Contra a Dengue”.

De acordo com a prefeita em exercício, Rejane Gambin, embora concentrado nas regiões mais críticas, o “Dia D” é um convite para que toda a população de Joinville se mobilize no combate ao mosquito.

“Queremos conscientizar as pessoas que essa guerra só será vencida se tivermos a união dos joinvilenses fazendo semanalmente a vistoria nas suas casas, porque é ali que 85% dos focos do mosquito estão escondidos. Essa ação tem a intenção de multiplicar pelo exemplo, para que pessoas de outros bairros, moradores de casas ou apartamentos, façam essa vistoria cuidadosa para que possam identificar qualquer lugar que possa ser um foco do mosquito”, destaca.

O papel fundamental da comunidade foi reiterado pela secretária da Saúde Tânia Eberhardt que reforçou as ações realizadas contínuas realizadas pela Prefeitura de Joinville, durante o ano inteiro.

“É preocupante e nós não vamos conseguir dar conta se cada um não fizer a sua lição de casa, dentro do seu quintal. Olhe, cuide, ajude, você estará fazendo muito e poderá dizer com orgulho que faz parte desse grande mutirão”, enfatiza a secretária.

Vistorias e orientações

Percorrendo diversas ruas dos bairros, as equipes atuantes no mutirão contra a dengue abordaram os moradores, levando orientações e vistoriando possíveis criadouros do mosquito.

“Abordamos o morador, informamos o índice de pessoas infectadas e ajudamos a identificar possíveis focos do mosquito. Se necessário, fazemos o tratamento com larvicida e já sanamos logo o problema. Também passamos orientações sobre os cuidados que precisam se tomados, principalmente o uso de repelente que estamos enfatizando bastante”, relata o agente de combate a endemias da SES, Carlos Eduardo Silva.

Moradora do bairro Aventureiro, a manicure Mari Vicente Mondo toma os devidos cuidados em seu terreno. Mas a visita de um agente de endemias à sua residência já foi importante para revelar um possível foco do Aedes aegytpi.

E ela relata: “Foi muito esclarecedor porque não estávamos atentos ao ladrão da caixa d’água. E o agente explicou que pode acumular água no caninho por onde sai a água. Imediatamente providenciamos a telinha e resolvemos o problema”.

A dona de casa Eva Dunhker, moradora do bairro Saguaçu, vivenciou a experiência da dengue em sua família e sabe bem o que é necessário fazer para manter o mosquito longe da sua casa.

“Tenho muita preocupação. Cuido dos vasos de flor, na lavanderia, no tanque, viro as coisas para baixo. Minha filha tem síndrome de Down, pegou dengue e ficou muito fraquinha. É preciso ter muito cuidado com a água parada, com os lixos, pois é o lugar onde o mosquito gosta de se esconder e ali vai procriando”, alerta Eva.

10 Minutos contra a Dengue

O “10 Minutos Contra a Dengue” é uma das ações estratégicas utilizadas pela Prefeitura de Joinville como parte do plano Joinville Contra a Dengue.

Confira as ações que compõe o “10 Minutos Contra a Dengue”:

•⁠ ⁠Caixas d’água vedadas
•⁠ ⁠Calhas totalmente limpas
•⁠ ⁠Galões tonéis, poços e tambores bem fechados
•⁠ ⁠Pneus sem água e em lugares cobertos
•⁠ ⁠Garrafas vazias e baldes com a boca para baixo
•⁠ ⁠Ralos limpos e com tela
•⁠ ⁠Ar condicionado com bandeja limpa e sem água
•⁠ ⁠Bandejas de geladeira sem água
•⁠ ⁠Pratos de vasos de planta com areia até a borda
•⁠ ⁠Bomélias e outras plantas sem acúmulo de água
•⁠ ⁠Vasos sanitários sem uso sempre fechados
•⁠ ⁠Lonas de coberturas bem esticadas para evitar poças
•⁠ ⁠Piscinas e fontes sempre bem fechadas