Incentivo educacional: Soroptimistas premiam ganhadoras do ‘Viva o Seu Sonho’

Foto: Divulgação

Por: Elisângela Pezzutti

06/03/2024 - 15:03 - Atualizada em: 07/03/2024 - 18:33

A Soroptimist Internacional das Américas, uma organização voluntária global que ajuda mulheres e meninas a terem acesso à educação e ao treinamento de que precisam para atingir a independência econômica, concedeu premiações de R$ 1.500 e R$ 1.000 como parte do Prêmio Soroptimista Viva o Seu Sonho: educação e formação, que tem como objetivo auxiliar mulheres da comunidade a melhorar sua situação econômica. A cerimônia de reconhecimento e entrega da premiação aconteceu no último domingo (3), em Jaraguá do Sul.

A primeira colocada, Mirian Bento dos Santos, tem 29 anos e é natural de Registro (SP). Ela é mãe de 2 filhas, uma de 4 anos e uma de 7 meses de idade. Teve sua primeira filha aos 24 anos, enfrentando dificuldades no relacionamento desde então. Não acreditava que os estudos poderiam transformar sua vida, porém hoje, já com a segunda filha, conseguiu entender que muitas de suas dificuldades seriam resolvidas caso conseguisse estudar, ter um bom emprego e independência financeira, podendo assim oferecer conhecimento desde muito cedo para suas filhas, para não passarem pelas mesmas situações que ela enfrentou. Considera que o conhecimento tem a capacidade de fazê-la feliz. Suas filhas a motivam a correr atrás de seus sonhos. Atualmente está cursando Técnico em Recursos Humanos no Senac EAD, com previsão de término para dezembro de 2024.

Mirian Bento dos Santos tem 29 anos e atualmente está cursando Técnico em Recursos Humanos | Foto: Divulgação

Duas mulheres premiadas em segundo lugar

Em segundo lugar foram premiadas duas mulheres, recebendo cada uma a quantia de R$ 1.000. Uma delas é Talita Aparecida Ferreira Gonçalves, que tem 25 anos e é mãe de uma menina de 9 anos. Desde 2022 passou por um período de superação. Atualmente trabalha no comércio e está cursando o ensino médio no Centro de Educação para Jovens e Adultos (Ceja). Finalizando o ensino médio pretende fazer cursos e se organizar financeiramente para realização de um novo sonho: cursar uma faculdade de Direito. Também em segundo lugar ficou Maria Madalena Almuas, que tem 39 anos, e é mãe de uma jovem de 17 anos. Nasceu e cresceu em uma família simples que sempre batalhou para conquistar seus objetivos. Finalizou em 2023 o ensino médio no Ceja e deseja iniciar um curso de Pedagogia e futuramente se especializar em psicopedagogia, para atender crianças especiais. Considera que cursando Pedagogia conseguirá atender seus objetivos e tornar a vida das pessoas mais leves.

Talita Aparecida Ferreira Gonçalves é mãe de uma menina de 9 anos e quer cursar Direito | Foto: Divulgação

 

Maria Madalena finalizou o ensino médio no Cejas em 2023 e planeja estudar Pedagogia | Foto: Divulgação

Crescimento pessoal e profissional

O Prêmio Soroptimista Viva o Seu Sonho oferece ajuda financeira a mulheres que sejam as principais responsáveis por sustentar suas famílias. Os recursos são usados para reduzir os custos associados com o esforço de conquistar uma educação superior ou habilidades e treinamento adicional. O prêmio pode ser usado para mensalidades escolares, livros, creche, despesas com transporte ou qualquer outra despesa relacionada à educação. O Prêmio Viva o Seu Sonho oferece mais de U$ 2,8 milhões em dinheiro todos os anos a mulheres que tenham necessidade. Desde o início do programa, em 1972, mais de U$ 35 milhões já ajudaram inúmeras mulheres a alcançarem seus sonhos de uma vida melhor para si mesmas e suas famílias em todo o mundo.

Sobre a Soroptimist Internacional das Américas

Fundado em outubro de 2019, o clube de Jaraguá do Sul faz parte da Soroptimist Internacional das Américas, uma organização voluntária global que ajuda mulheres e meninas a terem acesso à educação e ao treinamento de que precisam para atingir o empoderamento econômico. As Soroptimistas são uma organização sem fins lucrativos que depende de doações para realizar seus programas. O prêmio melhora a qualidade de vida das ganhadoras, aumenta sua confiança, fortalece a autodeterminação e faz com que ajudem outras pessoas.