Içara lança a campanha ‘Quer Ajudar? Não Dê Esmola’

Foto: Divulgação

Por: OCP News Criciúma

31/10/2023 - 19:10 - Atualizada em: 31/10/2023 - 19:50

Com o objetivo de diminuir o número de pessoas em situação de rua, o Governo de Içara lançou nesta terça-feira, dia 31, a campanha permanente ‘Quer Ajudar? Não Dê Esmola’. A iniciativa é encabeçada pelo Centro de Referência de Assistência Social (CREAS), responsável por acolher a população em vulnerabilidade social, com a parceria da Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Hospital São Donato e de entidades religiosas e filantrópicas.

“Fala-se em pessoa em situação de rua aquela que não possua um lugar fixo para morar e acabe passando a maior parte do tempo em espaços públicos, como ruas, praças, abrigos temporários ou outras áreas não destinadas à habitação. Os motivos que levam a esse cenário surgem de vários fatores, principalmente pela ausência de vínculos familiares, desemprego, violência doméstica, alcoolismo, uso de drogas, doenças e transtornos mentais”, explica a coordenadora do CREAS de Içara, Daniela Militão.

De acordo com Eduardo Zata, secretário de Assistência Social, Habitação, Trabalho e Renda de Içara, o ato de dar esmolas não atinge a raiz do problema e pode acarretar em malefícios para o próprio beneficiado. “A esmola pode oferecer um alívio momentâneo, mas não garante uma mudança de vida. Na maior parte das vezes, o dinheiro oferecido é utilizado para manter vícios, fazendo com que o morador de rua continue em situação de vulnerabilidade”, frisa.

Com a ação do CREAS, por meio do Serviço Especializado em Abordagem Social, o morador é direcionado para os recursos e suportes necessários, buscando promover a identificação, o acolhimento e o acompanhamento de pessoas em situação de rua ou em condições de vulnerabilidade social. O telefone para contato do serviço é: 3431-3572.

“Vamos mobilizar a população sobre os encaminhamentos pertinentes à população em situação de rua. A partir desta roda de conversa, iremos disseminar a informação para todos os setores da sociedade e a população de forma geral. Temos por objetivo informar que o Município possui uma política pública de atendimento à população de rua, que vai além de dar somente a esmola, mas oportunizar uma mudança de vida”, finaliza Daniela.