Hemosc encerra 2023 com aumento de 4,1 % nas doações de sangue

Foto: Fábio Junkes/OCP News

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

10/01/2024 - 10:01 - Atualizada em: 10/01/2024 - 10:12

O Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc), da Secretaria de Estado da Saúde, chegou a 160.597 candidatos à doação de sangue 2023, um crescimento de 4,1% em comparação ao ano anterior. Esse incremento foi resultado de campanhas de conscientização que tiveram a adesão da sociedade catarinense.

“Uma doação de sangue pode salvar até quatro vidas. Estes números expressivos demonstram a preocupação e o amor ao próximo de cada pessoa que disponibiliza um tempo para realizar a doação. Além disso, contribuem efetivamente para a realização das cirurgias eletivas. Meu agradecimento a todos os voluntários”, ressalta a Secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto.

Desse total de candidatos, 135.166 pessoas efetuaram a doação, sendo que 5.123 foram doações de plaquetas por aférese. Esse procedimento consiste em bombear o sangue do doador para um equipamento o qual irá separar as plaquetas para doação, fazendo com que o sangue retorne ao organismo do doador pelo mesmo acesso venoso.

“Com a solidariedade dos catarinenses, que mesmo diante de eventos adversos como as enchentes, conseguimos atender 99,8% das solicitações de sangue feitas pelos hospitais e clínicas de Santa Catarina”, afirma a diretora do Hemosc, Patrícia Carsten.

Entre aqueles que doaram, mais de 52% repetiram o gesto pelo menos duas vezes durante o ano, o que demonstra que os catarinenses compreendem a doação de sangue como um ato de generosidade e cidadania.

Para o presidente da Fahece, Alvin Laemmel, organização social que faz a gestão do Hemosc junto à Secretaria de Estado da Saúde, o crescimento reforça o compromisso com a sociedade catarinense. “Nada substitui o sangue humano. Para que isso seja possível, precisamos garantir qualidade, mas também o compromisso dos catarinenses que são fundamentais neste ato de solidariedade que é a doação”, afirma.

Atualmente, em torno de 2,2% dos catarinenses é doador de sangue, sendo esse mais um número significativo comparado ao restante do Brasil, que contabiliza 1,4% da população.

Para ser um doador, basta agendar um horário no portal do Hemosc. As orientações também estão disponíveis no site.