Gaspar segue em alerta para o combate da Dengue

Foto: Divulgação

Por: OCP News Vale

10/06/2022 - 16:06 - Atualizada em: 10/06/2022 - 16:49

A Prefeitura de Gaspar, por meio da Secretaria de Saúde, informa que foram registrados 61 casos de dengue no município. Além disso, 50 casos seguem em investigação e o número de focos do mosquito transmissor de doenças como a dengue, zika e Chikungunya está em 283.

Os Bairros considerados infestados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) são: Bela Vista(sendo o bairro com maior número de focos encontrados), Centro, Santa Terezinha e Sete de Setembro.

Desde março, a Prefeitura de Gaspar possui a ‘sala de situação de crise’ para o combate da dengue. O grupo possui representantes de todas as secretarias municipais e participação de instituições como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. A coordenação fica a cargo da Vigilância em Saúde. Entre as principais ações está a contratação de novos agentes de endemias além de ações nos bairros mais afetados.

“Estamos intensificando as nossas ações para evitar que a situação se agrave. Nossos agentes de endemias estão fazendo um grande trabalho de combate e prevenção para que os focos diminuam e que não causem doenças, mas essa é batalha de todos e contamos com o engajamento da população”, destaca o prefeito Kleber Wan-Dall.

A dengue é transmitida pela fêmea do mosquito Aedes aegypti e os sintomas podem ser: febre alta, dor atrás dos olhos, dor muscular intensa. Em caso de suspeita, a pessoa deve procurar a unidade de saúde mais próxima para os devidos encaminhamentos. Em casos de dengue hemorrágica, o paciente necessitará de suporte hospitalar.

Medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti são:

• Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;
• Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água; Manter caixas d’agua bem fechadas;
• Remover galhos e folhas de calhas;
• Não deixar água acumulada sobre a laje;
• Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;
• Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
• Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
• Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
• Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
• Acondicionar pneus em locais cobertos;
• Fazer sempre manutenção de piscinas;
• Tampar ralos;
• Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
• Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
• Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
• Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;
• Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;
• Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

Sintomas de dengue

A pessoa com dengue pode apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, náuseas ou até mesmo não apresentar qualquer sintoma. O aparecimento de manchas vermelhas na pele, sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal intensa e contínua e vômitos persistentes podem indicar a evolução para dengue hemorrágica. Esse é um quadro grave que necessita de imediata atenção médica, pois pode ser fatal.

É importante procurar orientação médica ao surgirem os primeiros sintomas, pois as manifestações iniciais podem ser confundidas com outras doenças, como febre amarela, malária ou leptospirose e não servem para indicar o grau de gravidade da doença.

Manchas vermelhas na pele, sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal intensa e contínua e vômitos persistentes podem indicar a evolução para dengue hemorrágica. Esse é um quadro grave que necessita de imediata atenção médica, pois pode ser fatal.

É importante procurar orientação médica ao surgirem os primeiros sintomas, pois as manifestações iniciais podem ser confundidas com outras doenças, como febre amarela, malária ou leptospirose e não servem para indicar o grau de gravidade da doença.

Receba as notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp clicando aqui.