Florianópolis registra a primeira morte por dengue de 2022

Foto Arquivo/OCP

Por: Bruno Gallas

27/05/2022 - 10:05

Florianópolis registrou, na última quarta-feira (25), a primeira morte por dengue em 2022. Além disso, mais de 2 mil casos já foram confirmados desde o início do ano.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o primeiro óbito foi um homem de 75 anos, residente na Barra da Lagoa, no Leste da Ilha de Santa Catarina. A vítima recebeu o primeiro atendimento no dia 17 de maio e morreu na última quarta.

De acordo com o Informativo Semanal, divulgado na última segunda-feira (23), a Capital já registrou 2.072 casos de dengue desde o início do ano. Deste total, 2.025 são autóctones (adquirida na região onde mora) e 47 importados. No total, 67 pessoas já precisaram de internamentos por conta da dengue.

A Prefeitura destaca que os números estão em constantes atualizações por conta dos casos em investigação.

Além disso, diversos bairros registraram casos de dengue, sendo os seguintes mais afetados:

Itacorubi: 358;

Agronômica: 151;

Centro: 119;

Saco Grande: 90;

Trindade: 76;

Córrego Grande: 61;

Carvoeira: 51;

Canasvieiras: 38;

Saco dos Limões: 37.

SC tem mais de 40 mortes por dengue

A Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina) divulgou, na última sexta-feira (20), que 41 pessoas já morreram em decorrência da dengue no Estado. Contabilizando com a primeira morte em Florianópolis, o número de vítimas sobe para 42.

Além disso, 59 municípios são classificados como enfrentando uma epidemia da dengue. No total, são mais de 42,8 mil casos, sendo 38.965 autóctones em 126 municípios catarinenses.

Conforme os critérios definidos pela OMS (Organização Mundial de Saúde), uma epidemia ocorre quando um local registra ao menos 300 casos de uma doença a cada 100 mil habitantes.

Sintomas de dengue

É comum sentir febre alta entre 39° C a 40° C, com duração entre 2 a 7 dias. Somada à febre, há dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos.

Manchas pelo corpo estão presentes em 50% dos casos, podendo atingir face, tronco, braços e pernas. Perda de apetite, náuseas e vômitos também podem estar presentes.

Ainda conforme a Dive/SC, entre o 3º e o 7º dia do início da doença, há a diminuição de sintomas da dengue. Neste período, grande parte dos pacientes recupera-se gradativamente, com melhora do estado geral e retorno do apetite.

Com informações do ND Mais.