Festival de música gratuito reúne quatro atrações catarinenses em Blumenau

Foto: Divulgação

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

30/09/2023 - 10:09

A terceira edição do Festival Cultura Viva promete movimentar o Teatro Carlos Gomes. No dia 30 de setembro, a partir das 17h, o Auditório Heinz Geyer recebe o grupo Cantus Firmus, de Florianópolis; o cantor e compositor John Mueller, de Blumenau; a cantora e compositora Dandara Manoela, de Florianópolis; e o guitarrista e compositor Mazin Silva & Ãnama, de Blumenau. O evento tem entrada gratuita e traz estilos musicais bem variados.

A primeira atração a subir ao palco é o grupo Cantus Firmus. Formado por seis cantores, seu repertório é uma amostra da sonoridade vocal do período medieval e renascentista na Europa. No evento, será apresentado o concerto Canções da Renascença Francesa, com 12 músicas acompanhadas de alaúde, um instrumento de cordas do século 16.

Foto: Divulgação

“Escolhemos canções com temas populares, como romances, briga entre vizinhos, traições e ciúmes. Todas elas trazem um humor muito particular, típico da época e, por isso, será um concerto bem leve e divertido”, explica Jefferson Bittencourt, diretor do grupo. Ele ainda conta que é montado todo um cenário para recriar a atmosfera do período renascentista.

“Cantamos sentados em uma mesa, comendo frutas e tomando vinho, como era feito antigamente, já que as pessoas cantavam não para se apresentarem, mas sim para deleite próprio”, complementa.

John Mueller é um cantor e compositor de Música Popular Brasileira (MPB). Para o festival, trará um projeto inédito, que será filmado para a produção de um DVD. A apresentação conta com a participação especial de três outros músicos: a cantora Bárbara Damásio, o percussionista Carlinhos Ribeiro e o guitarrista Mazin Silva.

“Estou muito ansioso para estrear esse novo show, pois é um momento muito importante na minha carreira. Além de canções inéditas, que eu compus música e letra, é um show puro, de violão e voz, mas com todos os cuidados de uma grande produção, com a luz provocando sentimentos e participações especiais”, ressalta Mueller.

Cantora, compositora, educadora vocal e produtora musical, Dandara Manoela preparou um show que reforça a fé no afeto, no amor e na (re)existência. Ela apresentará canções autorais, algumas já consolidadas de seu álbum Retrato Falado, e também seus últimos singles. Trará ainda uma composição de banda inédita, com Diego Carqueja no teclado, Alexandre Vicente no baixo, Gui Natel na guitarra e Dani Citadin na bateria.

“Estou muito feliz por ter sido uma das selecionadas para participar do Festival Cultura Viva. Acredito que ações como essa, além de promoverem o encontro entre os artistas que estão movimentando a cena estadual, também fazem com que o público nos ouça e nos ajude a fazer ecoar o som que a gente tem feito com tanto carinho, criatividade, amor e resistência aqui no Sul do país”, ressalta Dandara.

Já Mazin Silva fará um show com seus dois filhos, Jimmy Allan da Silva (cantor, compositor e baterista) e Mike Silva (cantor e compositor), e também contará com a participação de Vitor Rebello (baixista). O show terá uma mescla de músicas instrumentais e cantadas, e o repertório será bem eclético, com a fusão de estilos fortes como jazz, rap, hip hop e pop. “O Festival Cultura Viva vai ser um momento muito importante para mim e para meus filhos. Estamos muito felizes de poder participar deste evento junto com artistas catarinenses tão conceituados. Vai ser um momento único, lindo e inesquecível”, conclui Silva.

A iniciativa de oferecer toda a estrutura do Teatro Carlos Gomes para músicos catarinenses mostrarem seu trabalho faz parte do Projeto Cultura Viva, que tem como objetivo democratizar o acesso à cultura e valorizar a produção artística de Santa Catarina. Idealizado e realizado pelo teatro, o projeto é viabilizado pelo Programa de Incentivo à Cultura (PIC), do Governo de Santa Catarina, e conta com o apoio das empresas Altenburg, Blumenau Iluminação, Cartondruck, Rede Cooper, DCondor Distribuidora, Dicave, Karsten e Rede Top.

Quem já passou pelo festival

Realizada entre os dias 30 de março e 2 de abril, a primeira edição do festival contou com a participação do baixista Caio Fernando, de Blumenau; o duo Rosenete Eberhardt e Marcus Llerena, de Joinville; o Grupo Vocal Syahamba, de Timbó; e a Banda Pororoca, de Blumenau. Já na segunda edição, promovida nos dias 10 e 11 de junho, se apresentaram o trombonista Carlos Ventura, de Blumenau; Márcio Fulber & Bando, de Itajaí; Judejo & Banda, de Blumenau; e Pirão Catarina, de Gaspar. Com a terceira edição, serão, no total, 12 atrações catarinenses contempladas com o Projeto Cultura Viva.

Orquestra Projeto Cultura Viva

Outra vertente do Projeto Cultura Viva é pedagógica. Desde novembro de 2022, são oferecidas aulas de música gratuitamente para mais de 50 bolsistas no Teatro Carlos Gomes. Eles têm aulas individuais de clarinete, contrabaixo, flauta, saxofone, trombone, trompete, viola, violino, violoncelo e regência e, no final de maio deste ano, começou a prática orquestral em conjunto. Para marcar a finalização do projeto, eles se apresentarão no dia 1º de outubro, às 16h, também no auditório principal, o Heinz Geyer. A entrada é franca.