Ex-combatente da 2ª Guerra Mundial visita o Museu da Paz em Jaraguá do Sul

Foto: Divulgação / Prefeitura de Jaraguá do Sul

Por: Luan Tamanini

24/07/2023 - 15:07 - Atualizada em: 24/07/2023 - 21:29

O Museu da Paz, em Jaraguá do Sul, recebeu na última sexta-feira (21) a ilustre visita de um dos personagens vivos da Segunda Guerra Mundial, o expedicionário Walter Carlos Hertel. Homenageado no último dia 3 de julho como um dos cidadãos centenários de Jaraguá que Sul, ele lançou, em dezembro de 2022, seu livro “Diário da Segunda Guerra Mundial” (Design Editora, 198 páginas), onde conta suas memórias no front, além compartilhar fotografias e mais alguns complementos, como quando revisitou os locais de combate décadas depois.

Como o prédio da antiga Estação Ferroviária II, passou por um restauro e readequação para receber a Estação Cultural e também abriga o Museu da Paz, Hertel foi conferir como ficaram as instalações, junto com a filha Silvia Hertel.

Walter Carlos Hertel nasceu no dia 15 de dezembro de 1922 e atuou com destaque na cultura, no esporte e no comércio por décadas. Ele também cruzou o oceano, pegou em armas e lutou na Segunda Guerra Mundial contra os nazistas pela Força Expedicionária Brasileira, embarcando no dia 29 de junho de 1944 no navio General Mann, no Rio de Janeiro. Duas semanas e meia depois desembarcou no porto de Nápoles, no Sul da Itália. De lá foi subindo com a Companhia em direção ao Norte, até chegar no front, na cidade de Lucca, localizada na região da Toscana. Foi soldado mensageiro, intérprete e escapou da morte algumas vezes. Em 18 de julho de 1945 voltou ao Brasil.

“O Sr. Hertel se mantém muito ativo e lúcido, com quase 101 anos de idade. É um grande colaborador do Museu da Paz, pois viveu aqueles momentos terríveis da guerra e tem muito a nos ensinar sobre a necessidade de buscarmos incansavelmente a Paz. É uma honra recebê-lo e perceber que aprovou as novas instalações e a exposição dos artigos e artefatos originais daquele período, que foram cuidadosamente higienizados, classificados e dispostos pelos nossos servidores do Museu”, afirmou a Secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Natália Lúcia Petry.

Walter Carlos Hertel, que completará 101 anos em dezembro deste ano, assinou o livro de visitas do Museu da Paz, que mostra a história de um terrível período da humanidade, no qual ele viveu e lutou.