Drones fazem voo teste para prevenir afogamentos em Jurerê Internacional

Foto Divulgação/Avante Jurerê

Por: Ewaldo Willerding Neto

13/02/2024 - 08:02 - Atualizada em: 13/02/2024 - 08:47

Após o voo teste na primeira semana de fevereiro, no qual os drones foram submetidos ao reconhecimento facial e de placas automotivas a 120 metros de altura, é a vez de simular um salvamento por afogamento em Jurerê Internacional.

Para a missão desta terça-feira (13), o drone levará uma boia até um banhista (figurante), em situação de afogamento, e soltará a boia próximo a ele para simular o salvamento. Além disso, os drones possuem áudio, sendo possível emitir alertas sonoros aos banhistas com frases preventivas e orientativas como: “Respeite os limites de demarcações do Corpo de Bombeiros” e “Tome banho com água na cintura”. O voo teste será acompanhado pela Avante Jurerê e pelo Corpo de Bombeiros.

A proposta da Urbanii, empresa que desenvolve novas tecnologias baseadas em videomonitoramento, é fazer a demonstração e avaliar junto ao poder público a aplicação do equipamento na orla das praias de Florianópolis.

O vice-presidente da Avante Jurerê, Rodrigo Marques, entende que é preciso chamar a atenção, principalmente das forças de segurança, porque o drone ajudará muito a salvar vidas.

“Entendemos que não devemos medir esforços para proteção e defesa à vida. Com essa nova tecnologia, além de prevenir vidas, levando a boia e reproduzindo alertas sonoros aos banhistas, o drone ajudará em diversas outras frentes de segurança, a exemplo de reconhecimento facial e de placas de automóveis. A Avante irá buscar novas tecnologias e apoiar todas as iniciativas em prol da segurança do nosso Jurerê”, comenta Marques.

Conheça os Drones

São equipamentos de alta capacidade e autonomia, equipados com câmeras térmicas que possibilitam a identificação de pessoas no escuro e na mata, além de realizarem reconhecimento facial e de placas automotivas a 120 metros de altura. Além disso, os drones possuem comando de voz, o que possibilita a reprodução de avisos sonoros a 40 metros de altura, e são capazes de carregar objetos com até 2,5 kg.