Câncer infantil: em ação solidária, ‘super-heróis’ raspam cabelo em hospital de Florianópolis

Foto: Secom/Divulgação

Por: OCP News Joinville

23/11/2023 - 19:11

Em um ato de solidariedade às crianças vítimas de câncer e que perdem o cabelo em função do tratamento oncológico, personagens super-heróis visitaram o Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG), em Florianópolis, nesta quinta-feira (23), e tiveram o cabelo raspado com máquina zero pelos pacientes.

A ação marca o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil e integra a Semana com atividades que alertam para os sintomas do câncer infantil garantindo o diagnóstico precoce da doença, promovida pela Avos e o setor de Oncologia do Hospital Infantil Joana de Gusmão.

“Há três anos trazemos os super-heróis no Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil. As crianças, quando começam a fazer o seu tratamento, a primeira coisa que eles perdem é o cabelinho. Para as meninas é muito mais difícil que para os meninos. Então, essa manifestação faz toda a diferença na vida dessas crianças, das mães, das famílias. Vocês viram a alegria, a felicidade deles em cortar os cabelos dos super-heróis. Esse momento é muito importante para os voluntários da oncologia que recebem as crianças de toda Santa Catarina. Queremos mostrar que não só eles, mas todos nós podemos ficar careca”, relata Zélia Maria Silva Rocha, presidente da Avos.

Os super-heróis, representados por Batman, Homem de Ferro, Super-Homem e Homem-Aranha, estavam muito contentes e ansiosos em poder proporcionar mais essa alegria aos pequenos pacientes.

Muito emocionado, o barbeiro Antônio Moreira, participava pela primeira vez como voluntário.

“Sou conhecido como o tio Antônio, trabalho num salão infantil. Já atendo crianças com TEA, com síndrome de down, com dificuldade para cortar o cabelo. Então, o pouco de amor que eu posso passar para essas crianças já é muito para elas e quero passar muito mais. Para mim é muito importante estar participando, se eu pudesse fazer isso todos os dias, eu fazia. O coração está a milhão. É uma emoção tremenda estar podendo ajudar essas crianças hoje”.

 

Fique atento aos sintomas

Como foco da ação, o diagnóstico precoce é possível garantir a cura em mais de 85% dos casos. Por isso, é importante estar atento ao aparecimento de sintomas que podem ser sinais da doença. Quanto mais cedo for a procura pelo tratamento médico, maiores serão as chances de cura.

“Perda de peso; manchas roxas e sangramento pelo corpo, sem machucados; vômitos acompanhados de dor de cabeça, diminuição da visão ou perda de equilíbrio; caroço em qualquer parte do corpo, principalmente na barriga; febre prolongada, sem causa identificada; dores nos ossos e nas juntas; esses são os principais sintomas de alerta. Nessas situações procurem uma unidade de saúde”, reforça a diretora técnica do hospital, Tatiana Titericz.

Diante desta importante campanha, o HIJG e a Avos estão desenvolvendo um projeto para que os profissionais de saúde fiquem atentos aos sintomas e, assim, encaminhem os pacientes o quanto antes para que seja feito o diagnóstico precoce.

O projeto já capacitou 450 profissionais que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), de enfermagem, da educação, estudantes medicina e enfermagem em todo o estado.

“A gente está com um projeto super bacana que deu início neste ano, em 2023, que conta com o apoio do Instituto Ronald, o Hospital Infantil e a APUS. Estamos com um programa de diagnóstico precoce, levando para os municípios, faculdades, professores. Esse ano, iniciamos em alguns municípios, mas queremos expandir. Levar essa informação para o máximo de pessoas possível é fundamental para conseguirmos salvar vidas de crianças”, explica Silvia Weiss, coordenadora de Projetos da Avos.