Brasileira é apreendida com 130 sapos venenosos no aeroporto da Colômbia

Foto: Pixabay

Por: Isabelle Stringari Ribeiro

30/01/2024 - 10:01 - Atualizada em: 30/01/2024 - 10:07

A Polícia Nacional da Colômbia confiscou 130 sapos venenosos de uma cidadã brasileira, de 37 anos, no Aeroporto Internacional El Dorado, em Bogotá, na última segunda-feira (29). Os sapos, considerados os mais venenosos do mundo, estavam sendo transportados dentro de potes de filme fotográfico pela passageira, que estava em trânsito para São Paulo, com escala no Panamá.

Após análise, as autoridades constataram que os sapos estavam desidratados e estressados. A espécie, ameaçada de extinção, foi encaminhada a um veterinário para receber os cuidados necessários. O coronel Juan Carlos Arévalo destacou que os animais estavam “a poucas horas de morrer”. Colecionadores chegam a pagar até US$ 1.000 (cerca de R$ 4.940) por cada rã, de acordo com a Polícia Nacional.

“A Secretaria do Meio Ambiente, em colaboração com a polícia do aeroporto, apreendeu 130 sapos venenosos de uma cidadã brasileira que viajava para São Paulo via Panamá. Esses sapos eram originalmente provenientes de Nariño. A cidadã brasileira afirmou que havia ganhado os sapos de uma comunidade local”, disse Adriana Soto.

Os sapos foram retirados de uma comunidade chamada Nariño, a 830 quilômetros de Bogotá, conforme informado pela secretária do meio ambiente de Bogotá, Adriana Soto. A brasileira foi entregue à Procuradoria-Geral da República, enquanto os animais ficaram sob a responsabilidade da Secretaria Distrital do Meio Ambiente de Bogotá, posteriormente destinados ao Centro de Atenção e Avaliação da Flora e Fauna Silvestres. A identidade da mulher não foi revelada.