Afinal, por que o topo de um radar meteorológico parece uma bola?

Foto: Eduardo Valente / Secom

Por: Pedro Leal

18/07/2023 - 08:07 - Atualizada em: 18/07/2023 - 08:14

A cobertura redonda de um radar meteorológico se chama radomo. É uma cobertura aerodinâmica que protege a antena do radar. Na prática, o radomo deverá ser capaz de resistir a velocidade de ventos contínuos de até 200 km/h. Além disso, deverá trabalhar em situações cuja temperatura externa esteja na faixa de -25º C a 60º C.

Nesta segunda-feira, foi inaugurado em Joinville o Radar Norte, que garantirá uma melhor cobertura dos alertas da Defesa Civil de Santa Catarina para todas as cidades da região.

De acordo com Frederico Rudorff, coordenador de Monitoramento e Alerta da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil, “o radomo ajuda a proteger a antena contra danos causados pelo vento, granizo e chuva. A estrutura é projetada para ser transparente às frequências usadas pelo sistema, permitindo que o radar observe e forneça dados mais precisos sobre os objetos detectados.”

O ambiente interno do radomo também é climatizado de forma a assegurar as condições ideais de temperatura e umidade para garantir o pleno funcionamento dos módulos e submódulos do conjunto antena e demais partes do radar. O radomo será capaz de trabalhar em valores de umidade de 5 até 95% e deve resistir a ocorrência de granizo com diâmetros de até 10 mm caindo a uma velocidade de até 18m/s.