Tem coisas na política que são difíceis de entender e ainda mais difícil é explicar. Em Corupá, vereadores do PMDB e PSDB estão infernizando a vida do prefeito João Carlos Gottardi (PP) e ainda não votaram projeto de lei que estipula o reajuste anual aos servidores. Mesmo com aprovação pelo sindicato da proposta de 5% de aumento no salário e 12% no vale-alimentação, a bancada de oposição faz o tradicional discurso de palanque e cobra aumento maior. Segundo estudo de impacto financeiro, com aplicação do índice, o comprometimento com a folha de pagamento sobe para 49% dos recursos. A preocupação do governo é com o caixa, de um orçamento de R$ 46 milhões no ano passado, a previsão para esse ano é de R$ 42 milhões. E o município não pode apenas pagar funcionários, precisa ter recursos para atender às demandas variadas da população. Com todo imbróglio, a oposição conseguiu fazer com que os servidores marcassem para esta quinta-feira (25) uma segunda assembleia para discutir novamente o reajuste e, na sexta, a Câmara fará sessão extraordinária para votar o percentual de aumento. Gottardi tem avisado que está dando um índice até maior do que seria o ideal, por entender a importância de valorizar a categoria, mas pede que os vereadores olhem a realidade dos municípios vizinhos... Vem a nós... Com minoria na Câmara, Gottardi tem enfrentado dificuldades que comprovam a falta de espírito público de alguns parlamentares. Além de querer comprometer as finanças da Prefeitura com um reajuste maior aos servidores, os vereadores aprovaram na surdina no fim do ano passado o aumento do orçamento da Câmara, de R$ 1,2 milhão para R$ 1,6 milhão.
O prefeito Antídio Lunelli participou do Encontro das Mulheres Agricultoras da região, em Joinville, ontem. Cerca de 60 representantes da agricultura familiar de Jaraguá do Sul marcaram presença. Com elas, o prefeito conversou sobre as oportunidades e desafios do setor e ouviu reivindicações. A agricultura foi uma das bandeiras fortes na campanha de Lunelli | Foto Divulgação
ENTRE ELAS - O prefeito Antídio Lunelli participou do Encontro das Mulheres Agricultoras da região, em Joinville, nesta terça-feira (23). Cerca de 60 representantes da agricultura familiar de Jaraguá do Sul marcaram presença. Com elas, o prefeito conversou sobre as oportunidades e desafios do setor e ouviu reivindicações. A agricultura foi uma das bandeiras fortes na campanha de Lunelli | Foto Divulgação
Novas filiações O PCdoB de Jaraguá do Sul realizou a filiação de novas lideranças. O evento ocorreu na noite de segunda-feira, na sede da Federação da União Cultos Afrobrasileiros, com a presença do secretário estadual da sigla, Divo Guisoni, dirigentes municipais, representantes de movimentos sociais, sindicais e comunitários. Ao todo, foram 33 novas fichas assinadas, incluindo dissidentes do PT e do PMDB. Início das aulas no Cedup pode ser adiado outra vez Com a construção iniciada em 2011 e com a promessa de oferecer a cerca de mil jovens ensino profissionalizante de qualidade, o Cedup ainda não tem data para começar a funcionar. Pronta, a estrutura ainda está sem mobiliário. A licitação para compra dos móveis não tem data para ser aberta. Solicitação deve ser entregue ao governador Raimundo Colombo (PSD) nesta quinta-feira, durante visita dele a Jaraguá do Sul. Mas tudo indica que mais uma previsão não será cumprida e as aulas, ao invés de começar no segundo semestre do ano, serão adiadas para março de 2018. Em torno de R$ 12 milhões foram investidos no local. O sentimento é de frustração. São sete anos de espera para jovens que buscam uma oportunidade. Em Guaramirim Vereador Dr. Hélio Luiz Heineck (PMDB) é autor de pedido de informação apresentado na sessão da Câmara de Vereadores de Guaramirim. O parlamentar quer a relação de todas as máquinas (patrolas, retro escavadeiras, tratores, caminhões e veículos) da Prefeitura, com o respectivo ano de fabricação e o estado de conservação.  
Pepistas da região se unem em torno da possível candidatura de Dieter Janssen à Assembleia Legislativa, em 2018. Essa semana, no Ferrazza, Dieter jantou com os vereadores Eugênio Juraszek, Anderson Kassner, o presidente do PP Ademir Izidoro e Sidnei Lopes. No cardápio, avaliação política e projeções | Foto Divulgação
AO REDOR DE DIETER - Pepistas da região se unem em torno da possível candidatura de Dieter Janssen à Assembleia Legislativa, em 2018. Essa semana, no Ferrazza, Dieter jantou com os vereadores Eugênio Juraszek, Anderson Kassner, o presidente do PP, Ademir Izidoro, e Sidnei Lopes. No cardápio, avaliação política e projeções | Foto Divulgação
    Tudo resolvido na base governista Depois de impasse que quase desaguou na abertura de uma comissão de ética, parece que está tudo resolvido no PP. Celestino Klinkoski voltou a fazer parte da base governista na Câmara. O entendimento na sigla é que o posicionamento de Celestino, contrário ao pacote de cortes de Antídio Lunelli (PMDB), foi pontual e não uma demonstração de confronto. Aliás, na votação do projeto que obriga os grandes geradores de lixo, como supermercados, a arcar com as despesas para destinação dos resíduos, Celestino foi voto decisivo para derrubar emenda de Arlindo Rincos (PSD), que estendia os prazos de adaptação. Acijs na expectativa para a visita de Raimundo Colombo Em nota divulgada à imprensa nesta terça-feira (23), a Associação Empresarial se disse confiante quanto à manutenção da agenda programada pelo governador Raimundo Colombo em Jaraguá do Sul, nesta quinta-feira (25), para assinatura da ordem de serviço para a duplicação do trecho urbano da BR-280 e visita ao Centro de Inovação. “Nossa expectativa é nesta direção, considerando as suas manifestações sobre o assunto, o governador assegurou total comprometimento com a obra, inclusive destacando que os recursos para a obra do viaduto em Guaramirim, no sentido Massaranduba, já estariam garantidos”, observou o presidente da Acijs, Giuliano Donini. Moção a Bolsonaro Jair Bolsonaro recebeu na sexta-feira (19), das mãos do vereador Jaime Negherbon (PMDB), moção de apoio à revogação do Estatuto do Desarmamento. O documento foi aprovado pela Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul. A liberação da venda de armas, com critérios bem definidos, é defendida pelas associações de tiro da região.