O que parecia apenas uma ideia começa a virar realidade. A Secretaria da Infraestrutura e Mobilidade abriu nesta sexta-feira (18) o edital de licitação para escolher a empresa que ficará responsável pela elaboração do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EV-TEA) da rodovia paralela à BR-101 Norte, no trecho entre a Grande Florianópolis e a divisa com o Paraná. O estudo prevê a viabilidade de implantação do Corredor Rodoviário Litorâneo Norte, nome oficial do projeto que ficará entre Joinville e Biguaçu. A abertura dos envelopes com as propostas está marcada para o dia 5 de julho.

O projeto prevê uma alternativa à BR-101, saturada pelo tráfego pesado. A região abrange os acessos aos portos de Itapoá, São Francisco do Sul, Navegantes e Itajaí, além de fazer conexão com as rodovias BR-470 e BR-280, importantes rotas de exportações.

A falta de investimentos em infraestrutura faz com que Santa Catarina perca competitividade econômica, uma vez que deixa mais caro o que é produzido no interior e exportado pelos portos e aeroportos de Florianópolis e Navegantes. “Esse é um projeto que pensa no futuro de Santa Catarina. A BR-101 Norte atravessa uma região com alta densidade populacional e passa pelo meio de diversas cidades. É importante a criação de um corredor paralelo para desafogar a nossa principal rodovia. Estamos lançando as bases para uma infraestrutura mais condizente com o tamanho do nosso Estado”, confirma o governador Moisés.

A empresa que for selecionada na licitação terá seis meses para executar um estudo identificando onde poderá passar essa nova rodovia. A partir daí começa a parte mais difícil, que é a construção propriamente dita. O tempo até que a obra fique pronta ainda é uma incógnita. Afinal, atraso em obras de infraestrutura já faz parte da história de Santa Catarina.

 

Parceria

O Banco da Família fechou parceria com a Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac) para ampliar o Projeto Despertar – O Seu Futuro é Agora. Acadêmicos dos cursos de Serviço Social, Psicologia, Administração e Ciências Contábeis vão utilizar o Semáforo da Eliminação da Pobreza para apoiar e orientar famílias em estado de vulnerabilidade social para que melhorem de vida. Os estudantes vão aplicar um questionário de 53 perguntas para conhecer a condição social de cada família, desenvolver um Plano de Ação e acompanhar os entrevistados, atuando como mentores. O método funciona por meio de um aplicativo criado pela Fundación Paraguaya, que está presente em 20 países. O projeto já funciona desde março de 2020 em cerca de 300 famílias em cidades de SC, PR e RS.

 

Educação

O relator da Comissão Mista que vai construir uma proposta de lei para alterar o plano de cargos e salários do magistério, o deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), avaliou como histórico o anúncio do governador de que nenhum professor da rede estadual que cumpra 40 horas semanais vai receber menos de R$ 5 mil. O parlamentar afirmou que o novo piso servirá como base na discussão do anteprojeto de revisão da carreira do magistério, para não compactar a carreira e estimular a capacitação.

 

Lages terá 27 km de rede implantada de Gás Natural | Foto Divulgação/SCGÁS

 

 

SCGÁS em Lages

O presidente da SCGÁS, Willian Anderson Lehmkuhl, cumpriu agenda em Lages nesta quinta-feira, 17. Inaugurada em julho de 2020, a rede isolada está na segunda fase de obras para implantação de mais de 9,6 km de rede de Gás Natural até o final do ano para conectar quatro indústrias da região, entre elas a Vossko do Brasil e a Sanovo Grreenpack. Ainda em 2021 está previsto o início da fase 3, com a implantação de cerca de 1,5 km de rede no ramal da Pedreira Morro Grande. Após a conclusão das três fases, Lages terá 27 km de rede implantada.

 

Aftosa

O deputado Moacir Sopelsa (MDB) demonstrou preocupação com a decisão recente da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que reconheceu seis estados brasileiros como área livre de febre aftosa sem vacinação – Acre, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, 14 municípios do Amazonas e 5 municípios do Mato Grosso. Santa Catarina já tem esse reconhecimento e possui todo o seu rebanho identificado e rastreado, condição que os estados de divisa não possuem, o que pode colocar em risco o status catarinense, de acordo com o parlamentar.

 

Previdência

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) reitera apoio a projeto da Reforma da Previdência em Santa Catarina. O anúncio foi feito na Reunião do Conselho Diretor, formado pelos presidentes das 148 Associações Empresariais de Santa Catarina e da diretoria da entidade, logo após a solicitação do governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moisés. O governador participou da reunião e pediu apoio aos empresários para a aprovação da Reforma previdenciária. “Precisamos da adesão e apoio maciço para aprovar esta Reforma na Assembleia Legislativa. Tenho a certeza que a Facisc, apoiando com toda a sua capilaridade, dará tranquilidade ao parlamentar para aprovar esta mudança. Fazer esta mudança é um ato de responsabilidade com o futuro”. O presidente da Federação, Sérgio Rodrigues Alves, agradeceu a presença do governador e destacou que mais de 200 pessoas integrantes das associações empresariais participaram do evento.

 

Oportunidade para OSC

Algumas Organizações da Sociedade Civil (OSC) tem boas iniciativas, mas precisam de apoio para elaboração de projeto a serem submetidos às leis federais de incentivo fiscal e assim conseguirem recurso para execução. Pensando nisso, o Projeto Elabora SC da Fiesc está com as inscrições abertas para as OSC de Santa Catarina. 90 delas já estão cadastradas, restando apenas 40 vagas. Os projetos serão escritos por 158 voluntários inscritos no programa, que já estão em treinamentos e recebendo informações sobre as leis de incentivo fiscais. As iniciativas oriundas do Elabora SC e aprovadas em uma das leis poderão ser cadastradas na plataforma do Fundo Social. As inscrições das OSC vão até o dia 30 de junho pelo site.

 

Segurança

Os empregados da Celesc participam na próxima segunda-feira (22) do Dia da Segurança na Empresa, iniciativa da distribuidora catarinense que visa reforçar e intensificar os procedimentos para prevenção de acidentes e garantia da saúde. Estarão no evento os funcionários dos Núcleos e Unidades da companhia em todo estado, além do presidente Cleicio Poleto Martins, que abre a programação. O presidente ressalta as ações permanentes da Celesc de conscientização e altos padrões de segurança no ambiente de trabalho, atuando para mitigar os riscos de acidentes junto aos seus empregados, aos contratados e também a toda população. O Dia da Segurança na Celesc envolve a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), o Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), gestores e fiscais da companhia.