Quem se fortalece – Claudio Prisco Paraíso

Por: Claudio Prisco Paraíso

02/03/2024 - 06:03

 

Em primeiro de janeiro do ano passado, assumiram os novos governadores, parte do Senado, os deputados federais e o presidente da República. O primeiro semestre geralmente é uma espécie de carência para os eleitos tomarem pé da situação, especialmente no Executivo. Transcorrido o primeiro semestre, em Santa Catarina já foi possível perceber movimentos aguçados do PSD, do PL, do PP e até do MDB. Foram os quatro partidos que efetivamente imprimiram um ritmo mais acelerado de novas adesões, filiações de potenciais candidatos às prefeituras, reforços para as chapas proporcionais e por aí vai. Destaque maior para o PL, presidido pelo governador, e para o PSD, que hoje encarna efetivamente a principal oposição ao atual governador.

 

Zero

E o PT? Não se têm notícias, não se vê absolutamente nenhuma articulação coordenada com vistas às eleições deste ano.

 

Liderança de gabinete

Assim como Jorginho Mello, Décio Lima, que foi derrotado pelo liberal no segundo turno de 2022, preservou o comando do PT estadual, apesar de ficar muito mais em Brasília e viajando pelo mundo na condição de presidente nacional do Sebrae. Não se vê Décio Lima se movimentando para reforçar o PT no contexto estadual.

 

Quarteto

Não estamos fazendo alusão à bancada estadual, que é atuante. Os quatro – Luciane Carminatti, Neodi Saretta, Fabiano da Luz e Padre Pedro – têm atuação focada e equilibrada.

 

Dupla

Em 2022, o partido elegeu um segundo federal com a eleição de Ana Paula Lima. Pedro Uczai foi reeleito à Câmara.

 

Localização

Destes seis mandatos vermelhos, cinco são do Oeste. O partido hoje é nitidamente voltado para essa região de Santa Catarina, muito embora Décio e Ana Paula sejam do Vale do Itajaí.

 

Fincou o pé

Foi justamente ali que Jair Bolsonaro conquistou sua vitória mais expressiva entre o eleitorado catarinense. Aliás, o Vale do Itajaí é a região mais bolsonarista do país. Blumenau é a base de Décio Lima, que nasceu em Itajaí mas fez carreira na terceira maior cidade do estado.

 

Decepção

Mas tanto numa cidade quanto na outra, a votação de Lula foi absolutamente decepcionante, frustrante sob todos os aspectos.

 

Fraco

Isso enfraquece o PT porque seu presidente e principal nome ocupando cargo na esfera federal não têm o controle sobre o quintal.

 

Cara de paisagem

E mais. Não se vê o comando petista se preparando para enfrentar o pleito deste ano. O que é presságio de um resultado extremamente negativo para o partido do atual inquilino do Planalto. Desastre antevisto até mesmo por lideranças do partido. Também porque Santa Catarina é o estado mais conservador do Brasil.