Com o início do prazo para a realização das convenções partidárias, o tempo para as negociações vai se esgotando. Peça chave no tabuleiro, o PP continua sendo considerada a grande incógnita em Santa Catarina.

A sigla já esteve prestes a fechar a dobradinha com o PSD, depois se especulou sobre uma intervenção nacional no PSDB para que Napoleão Bernardes fosse indicado como vice de Esperidião Amin e agora volta tudo à estaca zero: estão todos no altar esperando pela noiva, incluindo o MDB de Mauro Mariani.

Por telefone, o presidente da sigla no Estado, o deputado Silvio Dreveck confirmou que Amin continua sendo o pré-candidato da sigla ao governo. Porém, disse acreditar que a aliança com o PSD – anunciada no ano passado – irá se concretizar.

“Estamos trabalhando nisso. Por enquanto, Amin é candidato, Merisio é candidato e Paulo Bauer é candidato. Mas ainda acredito na composição com o PSD e outros partidos. Enquanto houver espaço para diálogo é nisso que vamos apostar”.

Dreveck é um aliado de Merisio e um dos maiores defensores da coligação com o PSD. Porém, sabe que com Amin despontando nas pesquisas e com a militância pepista animada fica difícil impor a recuada.

A convenção do PP foi agendada para o próximo sábado dia 28, ou seja, até lá será uma semana de muita articulação. “Tem conversa e reunião todos os dias”.

Convenção confirma Merisio

E é à espera do PP que Merisio será confirmado como candidato a governador. A convenção – chamada de Ocupa Alesc- acontece neste sábado às 10h da manhã.

Aos poucos, lideranças do PSB, PDT, PSC, PRB, PROS, Solidariedade, Podemos, PRP, PHS e PCdoB, que também fazem a convenção nesta manhã, se somam ao projeto do PSD. A sigla também lançará o ex-governador Raimundo Colombo a uma vaga no Senado.

Tucanos na expectativa

Divulgação OCP

Um dia depois do PSDB nacional anunciar ter atraído o centrão para a aliança de Geraldo Alckmin, em Jaraguá do Sul os tucanos se reuniram para traçar detalhes da convenção agendada para o dia 29.

Na foto, Cristiano Panstein, Lio Tironi, Dico Moser e Djair Garcia. Confirmada a coligação anunciada nesta semana, Alckmin terá mais de 40% do tempo de propaganda na TV, quase 3.000 prefeitos e 277 deputados federais.

“Não muda”

Para os tucanos no Estado a coligação nacional entre PSDB e PP não altera o quadro no Estado, ou seja, a candidatura de Paulo Bauer.

“São 12 anos de projeto, muitas pessoas envolvidas, técnicos, pesquisadores, comunidade, empresas. Esta será uma gigantesca vitória”.

Da diretora executiva da Associação dos Bananicultores de Corupá, Eliane Cristina Müller, sobre a conquista do selo de banana mais doce do mundo para fruta produzida na região.

3ª mais cara

Com a repercussão negativa do levantamento que apontou a Assembleia Legislativa de Santa Catarina como a terceira que mais gera despesa no país com um custo anual de R$ 15 milhões para cada deputado, a Casa decidiu solicitar ao Conselho Regional de Contabilidade os dados abertos utilizados no estudo.

A Assembleia emitiu nota à imprensa alegando que não recebeu solicitação de informações para a pesquisa e que a mesma não deixou transparente a metodologia utilizada.

Na Acijs

A Associação Empresarial recebe na plenária da próxima segunda-feira o comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, Gildo Andrade Filho. O tenente-coronel falará sobre as estratégias adotadas para melhorar os indicadores de segurança pública na região. O encontro é aberto à comunidade e tem início às 18h.

Obras de recapeamento

A Prefeitura começa na próxima terça-feira a executar o recapeamento da Feliciano Bortolini e da Rinaldo Bogo. Segundo o secretário de Obras, Onésimo Sell, são 3,7 quilômetros. A empresa vencedora da licitação foi a Adrimar, que ao custo de R$ 1,7 milhão terá 90 dias para finalizar as duas obras.

Rápidas

  1. Quem curtiu e compartilhou reportagem publicada pelo OCP no último fim de semana mostrando que três dos oito vereadores mais votados nas últimas eleições se tornaram prefeitos (Geraldo Werninghaus, Moacir Bertoldi e Dieter Janssen), foi o presidente da Câmara, Anderson Kassner.
  2. O vereador Celestino Klinkoski (PP) critica a demora do Executivo em protocolar na Câmara o projeto de revisão do Plano Diretor. Para o parlamentar, a demora pode fazer com que mais empresas deixem o município. Ele lembra que outro debate importante, do zoneamento, só pode acontecer depois da revisão.
  3. Depois da audiência pública que debateu o projeto que altera o regime do Issem, os vereadores agora preparam emendas ao texto. Ainda não há previsão para votação da matéria.
  4. O vereador de Guaramirim, Adilso Comim (PSD), voltou a cobrar que o Estado faça os reparos necessários no acostamento da SC-108 nas proximidades do trevo de acesso à BR-280. O parlamentar já encaminhou proposições que reivindicam também melhorias em frente aos estabelecimentos comerciais ao longo da rodovia. “Será que é preciso que uma pessoa perca a vida para que realizem este trabalho?”, na tribuna.

Quer receber as notícias no WhatsApp?