Meu comentário hoje é sobre o que está ocorrendo entre os manifestantes e o que a polícia pode fazer. Nessa semana saiu na internet o vídeo de um casalzinho que foi se enfiar no meio da manifestação antigoverno para defender o Lula. Oras, o que a polícia pode fazer? Inflar os ânimos espantando todos? Não! Nem devem se meter, eles não desviaram o local porque não quiseram, foram para provocar e tomaram uns bons cascudos. Não quero incitar a violência, mas eu digo, bem feito! Oras, pediram para levar. Vivemos em uma democracia onde todos podem se manifestar livremente, eu sei! Mas não precisa ser idiota. E não estou defendendo apenas um lado, diria o mesmo se um casal de verde e amarelo tentasse se infiltrar na manifestação pró governo. Cada um tem seu momento, seu espaço e sua vez. Um respeite o outro, agora, chegar no meio de uma arena com bois bravos e balançar uma capa vermelha? Entrar numa jaula de leões fantasiado de bife? Isso é certo? É no mínimo idiotice.

* * *

Faz falta A polícia não precisa ser opressora para ser respeitada. Hoje em dia, com essa baboseira de que qualquer coisa é ofensa, o fato de eu escrever isso já me integra ao grupo de fascistas. Me chamem como quiser, mas acho que faz falta em todo país aquelas polícias que eram temidas pelos vagabundos. Não pelo povo de bem, mas por quem merece borrachão. Em Jaraguá do Sul lembro do GRT, bons tempos... Os policiais tem o mesmo “sangue no olho”, mas tem direitos dos manos que se bobear processa a PM se o policial piscar para o cara. Em SP ainda temos a destemida ROTA, onde tiver o prazer de visitar o quartel e, no RJ, o Bope. Torço sempre por mais batalhões assim!

* * *

O perigo mora ao lado Novamente nos últimos dias a polícia frustrou a ação de caixeiros no Brasil. Desta vez foi no Rio Grande do Sul. Como de costume, ao levantar a ficha dos arrombadores, foi descoberto que eles eram de Joinville. Gente, se vocês pararem e fizerem uma rápida pesquisa na internet sobre esses casos de prisão, em sua grande maioria envolve bandidos da cidade vizinha Joinville. É realmente assustador saber que o perigo mora ao lado.

* * *

Vaso ruim... Sabe aquela máxima que diz “vaso ruim não quebra”? Pois é, infelizmente isso se prova em algumas operações policiais de repressão a bandidos que por várias vezes há uma intensa troca de tiros e, como nos filmes de ação, o cara passa por todas as balas sem ser atingido por nenhuma. É incrível! Ontem, uma operação policial realizada em Bruxelas capturou um dos suspeitos de ter participado dos atentados em Paris, em novembro do ano passado. Salah Abdeslam estava foragido desde o ataque à capital francesa. Houve troca de tiros e o suspeito foi ferido em uma das pernas antes de ser detido. Que pena, faltou alguém com uma pontaria melhor, ou com ordens melhores, um cara que matou centenas de pessoas não merece viver! Se bem que, vamos e venhamos, lá o cara vai ter uma condenação de verdade, e não essa palhaçada que ocorre no Brasil onde o cara furta uma galinha e vai preso, enquanto outros fazem um monte de falcatruas e não ocorre nada.