Oktoberfest movimenta a economia catarinense – Pelo Estado

Foto: CMC/Prefeitura de Blumenau

Por: Pelo Estado

04/10/2023 - 06:10

O governador Jorginho Mello (PL) já confirmou presença na abertura oficial de uma das maiores festas do Estado, a 38ª Oktoberfest Blumenau. A cerimônia de sangria do primeiro barril será realizada nesta quarta-feira, 4, e a festa segue até o dia 22 de outubro, com shows nacionais e internacionais, chopes de mais de 15 marcas diferentes de cerveja, brinquedos, gastronomia e o melhor, fazendo girar a economia de Santa Catarina. Mais de 700 mil pessoas são esperadas para a festividade que deve movimentar mais de R$ 250 milhões.

Os trabalhos para colocar a estrutura da festa em pé, que é de 50 mil metros quadrados, começaram no último mês. Ainda em Setembro, a rede hoteleira de Blumenau já estava com 60% das reservas fechadas, de acordo com o SIHORBS (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau), fora a ocupação nas cidades próximas.

A alta procura por hotéis durante a festa aumenta também a geração de empregos na cidade. Em 2023, a estimativa é que surjam mais de 6 mil vagas temporárias em diversas áreas, como segurança, higienização, caixas, cervejarias, entre outras.

Para movimentar ainda mais a economia, a maior parte do material utilizado na estrutura da festa é fornecido por empresas catarinenses e até o aeroporto de Navegantes prevê aumento de passageiros, com a realização de 978 pousos e decolagens, o que representa um aumento de 14% em relação ao mesmo período do ano passado.

Nem a mudança na rotina dos moradores da cidade durante os 19 dias de festa, como o aumento do valor dos produtos durante o período e o aumento do tráfego de veículos na cidade, tiram do blumenauense a expectativa para a realização da festa que promove Santa Catarina para o resto do país.

No último ano, a Oktoberfest Blumenau teve lucro recorde de R$ 7,5 milhões e recebeu mais de 634 mil visitantes, sendo 62,5% de fora do Estado.

Crise no setor leiteiro

Foi realizada na segunda-feira, 2, a última das quatro audiências públicas promovidas pelos deputados da Alesc para discutir a situação crítica dos produtores leiteiros no Estado. Agora, a Comissão de Agricultura irá elaborar um relatório final para encaminhar ao Governo do Estado.

Na última semana, em entrevista à Coluna, o deputado federal Valdir Cobalchini (MDB) reforçou que está lutando, junto ao Governo Federal, por políticas de incentivo que estimulem os produtores de leite do país. Ele teme que os produtores desistam do segmento caso nada seja feito.

Ainda sobre o problema, o secretário de Estado da Agricultura e Pesca, Valdir Colatto, afirmou que entre as ações em estudo está o aumento da aquisição de leite in natura pelo governo do Estado e a realização de campanhas publicitárias junto a consumidores e redes supermercadistas para estes deem preferência ao laticínio produzido aqui. Outra sugestão apresentada por ele foi que o Estado fique responsável por parte dos juros dos financiamentos firmados pelos produtores catarinenses.

Indicadores

Os indicadores fiscais do 4º bimestre mostram que as medidas de controle dos gastos com pessoal adotadas pelo Governo de Santa Catarina vêm garantindo resultados, mas os números ainda pedem atenção ao crescimento da folha. Entre os meses de julho e agosto, o pagamento dos salários dos servidores comprometeu 44,19% da Receita Corrente Líquida (RCL). Assim, o peso da folha sobre a receita mantém o Estado no chamado Limite de Alerta (44,10%) estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A meta do governo é seguir distante do Limite Prudencial de 46,55%. Os dados estão no relatório produzido e divulgado na última semana pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC). Para o secretário Cleverson Siewert, os números demonstram que os compromissos assumidos em anos anteriores continuam pressionando o caixa estadual, o que exige atenção do Poder Executivo.

Energia

A Eletrobras CGT Eletrosul concluiu a recapacitação da Linha de Transmissão Blumenau – Joinville Norte (230 kV), no trecho entre a futura Subestação Joinville Sul (Neoenergia Vale do Itajaí) e a Subestação Joinville Norte (Eletrobras CGT Eletrosul). O empreendimento reforça o atendimento à região norte catarinense, ampliando a capacidade de corrente. O trecho recapacitado foi entregue à operação com quatro meses de antecipação em relação ao prazo autorizado pela Aneel. No mês de julho, a Eletrobras CGT Eletrosul já havia concluído, no prazo, a recapacitação em trecho paralelo da LT Blumenau – Joinville (230 kV). Os investimentos somados nas duas linhas de transmissão são da ordem de R$ 28,7 milhões. Os reforços na capacidade de transmissão permitirão um incremento R$ 3,9 milhões na receita anual da empresa.

Empregos

Santa Catarina gerou 6.702 novos postos formais de trabalho em agosto, com maior contribuição dos setores de serviços e da indústria. Segundo análise do Observatório FIESC, o estado tem se beneficiado das obras de infraestrutura, relacionadas principalmente à construção de rodovias e à distribuição de energia.

Nos serviços, foram geradas 3.717 vagas, com destaque para as atividades de transportes, estimuladas pelo escoamento das safras e da produção industrial.

Destaque

O senador Esperidião Amin (PP) foi o único parlamentar catarinense citado entre os 100 mais influentes do país, conforme o levantamento “Cabeças do Congresso Nacional 2023”, elaborado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP). De acordo com o levantamento, os “Cabeças” do Congresso Nacional são aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais, por qualidades e habilidades distintas da maioria.

Audiência

Foi realizada na tarde de terça-feira, 3, em Brasília, uma Audiência Pública sobre as obras inacabadas das BRs 470, 285, 282 de Santa Catarina. A audiência foi presidida pela deputada federal Geovania de Sá (PSDB). O Superintendente Regional do DNIT de Santa Catarina, Alysson Rodrigo de Andrade, foi convidado para a reunião.