O Brasil reverso – Claudio Prisco Paraíso

Por: Claudio Prisco Paraíso

10/02/2024 - 06:02

 

O bandido virou mocinho e o mocinho virou bandido. Essa é a tradução do que acompanhamos no Brasil nos últimos três anos.

Lula da Silva passou 580 dias na prisão. Condenado e julgado por nove magistrados diferentes em três instâncias distintas. Depois das sentenças de Sérgio Moro, três desembargadores federais da quarta região – sediada em Porto Alegre – aumentaram as penas, que foram confirmadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) através de decisões de cinco ministros.

Todos estes despachos, registre-se, foram respaldados pelo STF. Corte que deu um cavalo de pau na sequência, pois as supremas togas andavam incomodadas pelas críticas e pelo enfrentamento desencadeado pelo então presidente Jair Bolsonaro.
Os 11 supremos também resolveram soterrar a Lava Jato, fulminada de morte. O recado foi muito claro sobre quem manda no Brasil.

 

CEP

Quatro anos depois das sentenças robustas, históricas, inapeláveis contra o chefe da Organização, os donos do olimpo mudaram de opinião. Tipo assim, “não, não, estão julgando no lugar errado. Não pode ser em Curitiba, tem que ser em Brasília.”

 

Vergonha histórica

Lula não foi inocentado, foi descondenado por um problema de CEP, de endereço.
E também por isso acabou sendo libertado. Não apenas ele, o corrupto-mor, como também os demais ladrões da cleptocracia agora instalada a partir do consórcio STF-Planalto. Estão todos aí deitando, rolando e debochando da cara de quem trabalha e produz.

 

Volta ao passado

O Brasil realmente voltou. O ápice desse espetáculo deprimente, desse show de horrores e mentiras, foi nesta quinta-feira, 8.

 

Alvos

Fizeram busca e apreensão em endereços relacionados a Jair Bolsonaro. Ação determinada por Alexandre, o diminuto, e que, pra variar, não ocorreu a partir de fatos objetivos. Ele determina buscas e apreensões para tentar encontrar algo que possa justificar suas decisões arbitrárias, ditatoriais, absurdas. Em inquéritos intermináveis e nos quais cabe tudo.

 

Imperador

Diminuto, faz o que bem entende. Os outros 10 supremos viraram vaquinhas de presépio. Alexandre manda e desmanda de forma seletiva, tendenciosa, só para um lado.

 

Não pode

Claramente, há uma ofensiva muito bem organizada para acabar com lideranças e partidos de direita.

 

Eu sou a lei

Não bastasse isso, Alexandre, o diminuto, é objeto, vítima de tudo isso. Como ele conduz inquéritos e dá despachos em situações em que é a própria vítima?

 

Aham

Mas segue tudo normal, o amor venceu e o Brasil voltou. Claro que vivemos na mais absoluta normalidade. Sem dúvidas, evidente.

 

Exceção

Não fosse o fato de que o conluio entre o Judiciário e o Executivo venha rasgando a Constituição com o objetivo único de exterminar as liberdades democráticas e fulminar de morte o principal partido de oposição, o PL.

 

Nada disso

Na quinta-feira, além das buscas e apreensões na direção de Bolsonaro, a KGB, ou melhor, a Polícia Federal, bateu na casa de Waldemar Costa Neto, presidente nacional do PL que para santo não serve, mas que vinha criticando Alexandre.

 

Xilindró

Agora veio a resposta da Organização. Costa Neto foi preso porque não comprovou o porte da arma encontrada em sua casa. Passou a noite na prisão. Jair Bolsonaro teve o passaporte apreendido a mando de Alexandre. Notem a gravidade de tudo isso.

 

Passando pano

E a mídia vendida, velhaca, podre, faz de conta que está tudo normal. Tudo na mais perfeita normalidade.

 

Caserna covarde

A Organização não poupou sequer militares de alta patente. Os comandantes militares em atividade estão em silêncio. Bico caladinho. Isso tudo até quando? Na quinta-feira, véspera de Carnaval, quando boa parte dos brasileiros está mais interessada em satisfazer os próprios desejos carnais. E a Organização operando.

 

Na veia

Hamilton Mourão foi aquele que fez a manifestação mais dura, falando do arbítrio e do autoritarismo dos senhores togados que, nunca é demais lembrar, jamais receberam um voto popular na vida. A democracia é solapada diariamente pelo consórcio STF-Planalto.

 

Fantasia

Ah, mas encontraram documentos que sinalizavam que Jair Bolsonaro planejava um golpe. Ocorreu algo, de forma concreta?

 

Aí sim

Concretamente, o verdadeiro golpe está em curso desde a soltura absurda do atual inquilino do Planalto. E ninguém diz nada. Todo mundo de biquinho calado.

 

O tempo

Se não houver uma reação da sociedade, ocupando o asfalto, ou do Congresso, obstruindo votações nas duas Casas Legislativas, ou mesmo com os congressistas pressionando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a colocar em tramitação pedidos de impeachment contra supremas togas, o fim disso tudo é absolutamente imprevisível. Que não vai terminar bem, isso é líquido e certo.
Estão exagerando na dose, está faltando moderador de apetite. Esse consórcio é famigerado e está a violentar a democracia brasileira.