Atento ao caso envolvendo faixas, cartazes e por último um outdoor pró-Jair Bolsonaro (PSL), instalado na área central de Jaraguá do Sul, o promotor eleitoral Alexandre Schmidt dos Santos decidiu não solicitar a retirada do material.

Depois de estudar minuciosamente às mudanças implantadas por meio da minirreforma eleitoral de 2015, o promotor entendeu que a legislação abriu brechas para propagandas como essas.

Tem sido esse, inclusive, o principal argumento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ao negar liminares de Ministérios Públicos de diferentes Estados reivindicando a retirada imediata de materiais em favor de Bolsonaro espalhados pelo país inteiro.

A alteração na lei previu que a menção à pretensa candidatura e a exaltação das qualidades pessoais não configuram propaganda antecipada e sim promoção pessoal e deixou claro que sem pedido expresso de voto, pré-candidatos podem buscar apoio e divulgar suas ações.

Uma das preocupações da Justiça Eleitoral, no entanto, é o poder que ações semelhantes, independentes do candidato, podem ter ao ponto de desequilibrar a disputa e maquiar os gastos de campanha.

Mesmo que no caso de Bolsonaro os outdoors estejam sendo pagos por simpatizantes, esses recursos não são contabilizados.

Outra contradição é que durante a campanha o uso de outdoor é proibido e enquadrado como abuso do poder econômico e, na pré-campanha, mesmo que divida opiniões, até agora parece liberado.

Entre a tesourada e a criançada

O prefeito de Corupá, João Carlos Gottardi (PP), prestigiou a festa julina, ontem, das escolas e centros municipais de educação infantil.

Essa semana, o pepista assinou decreto de contenção de despesa cortando horas extras, diárias e despesas com passagens, entre outras medidas.

Em maio, já havia sido anunciado o corte de 49 cargos gratificados e seis comissionados. O esforço é para fechar o ano com as contas em dia.

Homenagem a Ribas

Acontece neste sábado a missa de homenagem ao ex-vice-prefeito de Schroeder Luis Aparicio Ribas (MDB).

O pediatra faleceu no último fim de semana vítima de um câncer de fígado. Ribas foi vice-prefeito do município nos dois mandatos de Felipe Voigt, entre os anos de 2005 a 2008 e 2009 a 2012.

O evento religioso em homenagem a ele, que era pediatra da rede pública também em Jaraguá do Sul, foi marcado para as 19h na Igreja Missouri, na avenida Marechal Castelo Branco, 3554.

280: vereadores criticam cortes

O corte de R$ 35 milhões para as obras da BR-280, aprovado pelo Congresso, repercutiu na Câmara de Vereadores.

Ronaldo Magal (PSD), Jackson Ávila (MDB), Celestino Klinkoski (PP), e Marcelindo Gruner (PTB) criticaram a tesourada e lamentaram o atraso que a não duplicação tem causado à região.

Em pré-campanha

O deputado federal Rogerio Peninha esteve ontem em Jaraguá do Sul, visitou a redação do OCP acompanhado de David William Horongoso, que irá coordenar no Vale do Itapocu sua campanha à reeleição.

Peninha é do MDB, mas é um dos mais fieis apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL. Ele também é autor do projeto de lei que transforma Jaraguá do Sul na Capital Nacional do Tiro. O texto deve ser votado pelo plenário ainda este ano, prevê.

MDB ainda pode fechar com Alckmin...

Pelo menos é isso que acredita o deputado federal Rogerio Peninha. Sem unanimidade em torno do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o catarinense defende que apoiar o tucano Geraldo Alckmin é a melhor opção, inclusive para garantir o objetivo de manter ou aumentar a bancada do partido no Congresso.

Com quase 30 anos de vida política, sempre no MDB, Peninha também afirma que a aliança no Estado com o PSDB é o melhor caminho para os dois partidos, o que seria facilitado com o acordo nacional.

Liberação do porte de armas

Autor do projeto de lei que revoga o Estatuto do Desarmamento, voltando a liberar o porte de arma no país, Peninha afirma que falta coragem para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), colocar o tema em votação. O texto já está pronto, com aprovação das comissões, há mais de seis meses. “É a pressão da bancada de esquerda”, critica.

Governo parcela 13º

O governo do Estado anunciou que no mês de julho efetuará o pagamento de somente 25% do 13º salário dos servidores públicos. A alegação é de que a crise financeira prejudicou as finanças. Os outros 25% deverão ser pagos em setembro, a depender do comportamento da arrecadação.

A segunda metade ficará para dezembro. O parcelamento de metade da gratificação natalina ocorre pela primeira vez.  É mais um sintoma de que as coisas não vão tão bem assim em Santa Catarina como se pintava.

Em Barra Velha

Depois de denúncia do Ministério Público por nepotismo, a secretária de Assistência Social de Barra Velha, Soneiva Cruz, esposa do prefeito Valter Zimmermann (DEM), pediu exoneração do cargo.

Em nota oficial, o governo negou ter enviado uma proposta à Câmara de Vereadores para legalizar a prática de nepotismo com o objetivo de beneficiar a mulher do prefeito.

Amin diz ainda não há luz

Por telefone, o deputado federal Esperidião Amin (PP), peça central das negociações nesta pré-campanha, disse que antes de segunda-feira não haverá luz. A declaração foi em reposta à pergunta se a aliança com PSD, DEM e outros 11 partidos seria ou não anunciada ontem. Entretanto, nos bastidores a informação é que o ex-governador se reuniu com Geraldo Alckmin e pediu a intervenção do PSDB em Santa Catarina – o que tiraria Amin de uma coligação com o PSD de Gelson Merísio e abriria caminho para uma dobradinha com Paulo Bauer ou com Napoleão Bernardes.

Eleições 2018

  1. Famoso por sua mão fechada, o ex-prefeito Dieter Janssen (PP), anda pedindo uma máquina fotográfica emprestada para fazer os registros da campanha à Assembleia Legislativa. Deveria servir de case no país.
  2. Na quinta-feira à noite, Dieter acompanhou Esperidião Amin em Garuva. Falou para um auditório lotado de pepistas. Na próxima semana, além dos eventos na região, terá compromissos em São Bento, Rio Negrinho, União da Vitória e São Francisco.
  3. A pré-candidata a deputada estadual do PT pela região, a professora Mari Câmara festeja aniversário neste domingo durante um ato político, na Associação da Caixa Econômica Federal, no bairro Três Rios do Sul.
  4. "Domingo, o desembargador ofendeu a lei. Substituiu a toga pela farda do PT. Anarquizou a Justiça e afrontou os tribunais superiores." Afirmação do presidenciável Alvaro Dias, do Podemos, que esteve em Florianópolis na quinta-feira, sobre o episódio solta-prende Lula.
  5. O ex-tucano reuniu lideranças de diversas siglas, como Esperidião Amin (PP), Dário Berger (MDB), Gelson Merisio (PSD) e João Paulo Kleinübing (DEM).

Quer receber as notícias no WhatsApp?