Fotos: Divulgação

Organizadores do 1º Amarok Day comemoram grande adesão, apontada como a segunda maior do Brasil - Fotos: Divulgação

A drenalina e pura emoção marcaram o 1º Amarok Day de Jaraguá do Sul, promoção da Caraguá Auto Elite que aconteceu no último sábado (16), no Marino Tecilla Racing Park. Segundo a organização, superou as expectativas. O sucesso alcançado com o evento, que acontece em circuito nacional desde 2012 e foi o primeiro realizado em Santa Catarina, dá a certeza de que deve se repetir no próximo ano, segundo o gerente da revenda Caraguá Auto Elite e um dos organizadores, Robinson Marcolla. Ele se mostra bastante satisfeito com a receptividade da promoção. “O evento foi realmente espetacular! Tivemos mais de 300 pessoas participando e cerca de 60 caminhonetes que fizeram o caminho completo (120 quilômetros de trilhas)”, atesta. Marcolla confirma que em torno de 50 eram de Jaraguá do Sul. Além dos participantes da microrregião, compareceram proprietários de São Paulo, Florianópolis, Lages, Rio Negrinho e Mafra. Dentre os destaques, as presenças dos pilotos profissionais Kreis Junior e Nilson Tecilla. Foto Keni Marcolla (2) “Tivemos demonstrações de toda a tecnologia Amarok com os profissionais da VW. E no BestDrive Radical, elogiaram muito as belas trilhas e o número de estradas alternativas, como a Estrada do Rio do Julio, que liga Schroeder a Campo Alegre”, complementa Robinson Marcolla. O responsável pelas Operações de Campo da Volkswagen em Santa Catarina, Brunno Aranha Borges, confirma que o 1º Amarok Day de Jaraguá do Sul “foi o segundo com o maior número de proprietários inscritos do Brasil, depois de Natal (RN), em 2012”. Na época, foram pouco mais de 60 inscritos. O Correio do Povo foi um dos apoiadores do evento, juntamente com Vê Mais, Posto Poffo, Sérgio Pneus, Despachante Petry, JDS Guindastes e Banco VW. linha flecha Destaque mundial A WEG foi um dos destaques no relatório do The Boston Consulting Group (BCG) como uma das onze representantes brasileiras na lista Global Challengers, que inclui as 100 empresas de mercados emergentes que mais rapidamente estão globalizando. linha flecha R$ 2,3 bilhões É o valor a ser injetado na economia catarinense até semana que vem, considerando o pagamento da primeira parcela do 13° salário dos servidores estaduais e os salários de junho e julho. linha flecha Inadimplente O dinheiro a ser injetado na economia pode servir para abatimento das dívidas acumuladas pelos consumidores nos últimos meses. Pesquisa da Fecomércio aponta que 57,4% das famílias catarinenses estavam endividadas em junho, sendo que 17,2% estavam com as dívidas em atraoso. Uma em cada dez famílias, mostra o levantamento, afirmaram não ter condições de pagar os débitos. linha flecha Crédito rural O Sicredi tem disponível R$ 6,10 bilhões em crédito rural para o Plano Safra 2016/2017 para Santa Catarina e Rio Grande do Sul, conforme anunciou na semana passado. O valor representa 7,9% a mais sobre o ciclo anterior (2015/2016), com estimativa de realizar mais de 130 mil operações. linha flecha 13,25% É a expectativa do mercado para a taxa básica de juros em 2016, conforme o boletim Focus divulgado ontem pelo Banco Central. linha flecha victor danichConhecimento multidisciplinar Um dos maiores objetivos da academia, além da construção teórica do conhecimento, encontra-se na interação dialética entre os diversos cursos existentes na mesma. Deve-se lembrar que o uso intensivo da inovação tecnológica deve estar dirigido a atender as exigências do mercado e da própria sociedade. Nada melhor que o exercício das interconexões disciplinares para a produção das ideias e suas vertentes práticas. Como funciona esse modelo conceitual de interação social através da interdisciplinaridade? As equipes multidisciplinares nas universidades formam um grupo de produção intelectual e material, composta por acadêmicos que atuam em áreas diferentes, mas que se complementam para o desenvolvimento de um projeto específico. Estes grupos se organizam a partir de conhecimentos específicos da sua área de atuação, mas direcionados ao desenvolvimento de um projeto que possa ser estudado sob o enfoque de diversas disciplinas, através de métodos ou pressupostos teóricos. Geralmente, uma equipe multidisciplinar está composta por acadêmicos e professores orientadores, além de outros participantes fora da organização, como patrocinadores ou fornecedores, inclusive clientes e consultores. É o caso da equipe formada por acadêmicos dos cursos de Sistemas de Informação e Engenharia Mecânica da Católica de Santa Catarina, que conquistaram o terceiro lugar numa competição internacional de robótica (12ª Winter Challenge), com o robô trekking Earh Rover, destinado a encontrar três cones em um campo utilizando GPS, bússola e sonares. A equipe Wickedbotz, formada por dez acadêmicos dos campuses da Católica em Santa Catarina de Jaraguá e Joinville, já obteve em 2014 o primeiro lugar da competição num projeto similar. Nesta oportunidade, a instituição participou na competição com 23 robôs de 14 universidades de todo o país. A Wickedbotz levou sete robôs de quatro categorias – batalha, sumô, seguidor de linha e trekking. Como toda equipe multidisciplinar, a mesma esteve composta por um professor responsável, sob a supervisão dos coordenadores dos respectivos cursos, além – é claro – com a participação efetiva dos estudantes de Engenharia Mecânica e Sistemas da Informação. Resulta importante destacar o patrocínio das empresas 3D Innov Brasil, Adapcon Click Odontologia, Consistem e Biamap, além do apoio da J7S, ZHZ, Menegotti Máquinas, Augustin Metalúrgica, Unimatriz, Buhler, Efitras, TecnoTêmpera, Hidefran Ferramentaria e Metalúrgica Hame.