A plenária da Associação Empresarial da próxima segunda-feira vai contar com a presença do prefeito Antídio Lunelli (PMDB). O empresário e sua equipe devem apresentar os números relativos à arrecadação e gastos, fazer uma previsão orçamentária para o ano, além de anunciar algumas medidas para melhorar o equilíbrio financeiro. Lunelli tem dito que pretende governar de forma transparente e assim conseguir apoio para as mudanças necessárias. Desburocratização da máquina pública, integração dos sistemas de informação e criação de um ambiente favorável à geração de emprego e renda são expectativas em torno do novo governo. Na avaliação do primeiro mês, o empresário afirmou que a administração pública está 20 anos atrasada na comparação com a iniciativa privada. Agora, deve dizer o que pretende fazer para modernizar. A crise econômica é outra grande inimiga. O ano de 2016 terminou com um saldo negativo de R$ 25 milhões e as projeções são para um prejuízo de R$ 38 milhões este ano se nada for feito. O recado que deve ser dado é de que os números deixam claro que será preciso adotar medidas impopulares sob pena de inviabilizar a administração pública. linha azul Pode ser alívio  O presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul Pedro Garcia (PMDB) disse na última sessão plenária que tem R$ 2 milhões em caixa que podem ser devolvidos ao Executivo e investidos em melhorias da cidade. A verba chega em boa hora. linha azul Sesi será parceiro da prefeitura Com o orçamento apertado, até mesmo para a folha de pagamento, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Jaraguá do Sul deve contar com parcerias para a realização dos eventos da pasta neste ano. A secretária Natália Petry (PMDB) participou de reunião ontem com o Sesi, que deverá ser um dos parceiros. Entre os projetos que poderão ser desenvolvidos com o apoio da entidade está uma série de eventos mensais semelhantes às ações globais promovidas pela empresa WEG, em dez bairros diferentes do município. Também em parceria com o Sesi o Festival da Canção deve ser retomado, além de um programa de adoção de praças pela comunidade e também empresas. Segundo Natália, a entidade estuda a possiblidade de ela própria adotar um espaço para sua manutenção. linha azul "A voz da Comunidade" O vereador Anderson Kassner (PP) contabiliza já ter percorrido a metade dos bairros do município depois da posse, em janeiro.  Com disposição para ser o porta-voz da comunidade, o parlamentar anota tudo em um caderno. Alguns problemas, ele encaminha como indicações ao Executivo e outros envia por ofício. Kassner argumenta que, apesar de ser da base governista, acredita que deve priorizar o que prometeu na campanha: ter uma presença forte na comunidade. DSC_6488 “Ser a voz do eleitor”.  “Sei que o governo não tem como atender tudo, sei das dificuldades econômicas. Mas, ciente das demandas, o Executivo decide o que é possível, o que é prioridade”, afirma.  Recordista de votos, Kassner diz que muita gente tem sido surpreendida com sua presença nos bairros. linha azul Cosip pode mudar  Assim como aconteceu em Joinville, a Prefeitura de Jaraguá do Sul avalia a possibilidade de mudança na cobrança da Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip). A ideia é que o imposto passe a ser cobrado de acordo com o consumo de energia. Na prática, quem consumir mais pagará valores superiores. linha azul Compra suspeita Reportagem da Folha de São Paulo publicada ontem revelou que o ministro da saúde Ricardo Barros (PP/PR), que esteve em Jaraguá do Sul no fim de janeiro, tendo bens declarados de R$ 1,8 milhão, comprou metade de um terreno de R$ 56 milhões (com área igual a 162 campos de futebol) em Marialva (PR), em 2014, quando era secretário da Indústria e Comércio do Paraná. Depois, em 2015 na condição de deputado, Barros ainda intermediou a liberação de uma emenda parlamentar de R$ 450 milhões para a construção de uma rodovia a 3 km do terreno. linha azul Edital dos técnicos deve ser votado na  terça A secretária Natália Petry (PMDB) acredita que o edital para a contratação de técnicos das categorias de base das modalidades esportivas do município deve ir à votação na próxima sessão da Câmara de Vereadores, na terça-feira (14). O edital, acrescenta Natália, deve ser protocolado na Casa até a manhã da segunda-feira (13). A expectativa é que ele seja lançado até sexta-feira. O modelo acaba com a indicação política dos profissionais de educação física. linha azul Na internet sobre a crise no Espírito Santo: “Cancela a verba destinada para Assembleia Legislativa e paga a PM. Deixa os deputados entrarem em greve... Não fará diferença.” linha azul