O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, voltou a acelerar e atingiu 0,78% em maio, depois de subir 0,61% no mês anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerando apenas o mês de maio, esse índice é o maior desde 2008, quando ficou em 0,79%. No ano, de janeiro a maio, o IPCA acumula avanço de 4,05%, acima dos 3,25% registrados até abril e, em 12 meses, de 9,32%, acima dos 9,28% verificados no mês anterior. Em maio de 2015, o índice havia ficado em 0,74%. A previsão dos economistas do mercado financeiro é que o IPCA feche o ano de 2016 em 7,12%, segundo o boletim Focus. O Banco Central tem informado que buscará trazer a taxa para até 6,5%, que é o teto da meta do governo para a inflação.

* * *

Depois da palestra

image1

Diretor do jornal O Correio do Povo, Nelson Pereira, com o filósofo Clóvis de Barros, depois de palestra promovida pela Acijs na noite de terça-feira, que lotou o Grande Teatro da Scar. Os dois trocaram impressões sobre o atual momento econômico. Para Clóvis, um dos mais procurados palestrantes da atualidade, a crise faz parte do sistema capitalista e não deixa de ser uma oportunidade de crescimento.

* * *

WEG premiada

Harry Schmelzer Jr., presidente da WEG, foi eleito o Empresário Destaque na Indústria na 22º edição do Top of Mind de Santa Catarina. A empresa também foi premiada nas categorias: Grande Empresa Catarinense, Destaque em Inovação, Máquinas e Equipamentos e Metalurgia Automotiva.

* * *

As mais valiosas

O Google superou a Apple na lista das marcas mais valiosas do mundo, segundo levantamento feito pela consultoria Millward Brown. Ao alcançar um valor de 229,19 bilhões de dólares, o Google aumentou em 32% o montante em relação à lista de 2015. Enquanto isso, a Apple retrocedeu 8%, 228,46 bilhões de dólares, caindo para a segunda colocação. “A inovação contínua, o aumento de receitas com publicidade e o crescimento do negócio na nuvem contribuíram para que o Google substituísse a Apple no posto número um”, afirmou em comunicado a empresa de consultoria, filial da empresa de publicidade WPP.

* * *

Lembrancinhas

Nas vésperas do Dia dos Namorados, o comércio brasileiro se prepara para mais uma data comemorativa de vendas fracas e de troca de lembrancinhas entre os apaixonados. A Pesquisa Nacional sobre a Intenção de Compra da Fecomércio RJ/Ipsos estima que 29% da população — 45 milhões de pessoas — pretendem presentear alguém na data este ano. No ano passado, os consumidores em potencial representavam 34% da população. Já a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê um recuo de 8,5% nas vendas varejistas no período. E alerta que o comércio deve amargar perdas em um cenário de queda sobre queda.