Hábitos saudáveis que ajudam a minimizar às dores do corpo

Foto: Freepik

Por: Andreia Chiavini

22/09/2023 - 13:09 - Atualizada em: 22/09/2023 - 15:59

É bem provável que você já sentiu alguma dor no seu corpo. Seja na lombar, na cervical, no quadril ou em outras regiões. Algumas dores passam e outras persistem por anos, afetando não apenas o corpo físico, mas o emocional. O que leva sentir e persistir a dor muitas vezes não é bem definido.

Em muitos casos, não há causa especifica e essa dor se torna crônica. A nossa rotina, crenças, medos, posturas incorretas ou repetitivas e principalmente o sedentarismo, são os principais fatores que levam o corpo a assumir um novo padrão, com ações de dor.

O exercício físico bem planejado é o melhor caminho para o tratamento da dor crônica, segundo a ciência e segundo os fatos que visualizamos no nosso dia a dia profissional.

Todas, absolutamente todas as demais intervenções, não são superiores aos efeitos dos tratamentos encontrados no movimento humano. Sabemos que com o tempo perdemos massa muscular e nosso corpo já não é mais o mesmo. Não erre tentando ser o que era antes, acerte sendo o melhor que dá para ser nas condições de hoje.

Basta mudar a chave e persistir atrás do que deseja, mesmo que o inicio seja desanimador. Fortaleça seu corpo como um todo, levante do sofá, aceite o que a vida nos dá e tenha o compromisso com você para viver bem.

Quanto mais saudável você é, mais o mundo ao seu redor agradece. Seu casamento, seus filhos, seus pais, seu trabalho. Tudo se fortalece e a sua performance muda. O corpo aguenta, ele se adapta, ele é treinável.

A caminhada é dura, mas deve ser enfrentada, senão paralisamos gravitando em torno do sofrimento e somos vencidos. A única maneira de não sermos vencidos é tentando lutar. Somente neste caminho há a chance de vencer.

Aceitar e se comprometer. Ser dedicado e regular. É levantar a cabeça e encarar, seja o que for que vier pela frente e tiver que enfrentar. O exercício físico não é a salvação de tudo, mas ele não é negociável, é imprescindível e primordial para a recuperação.

Respire fundo, planifique o que você precisa para atingir seu objetivo, levante a cabeça e cerque-se de pessoas certas para te ajudar nessa caminhada, deixe-se ser ajudado, viva cada segundo com persistência. Não importa qual será o final, aproveite a jornada para reconstruir a sua percepção sobre você mesmo.

Se você deixar de ser protagonista da sua vida, há mais chances de você não chegar onde quer. Seu corpo não é frágil, mas ele aceita tudo o que você dá a ele.

Não se mantenha da mesma forma, não se preserve igual, sofra modificações, permita estar onde seu coração se sentir a vontade, onde sua alma se sinta livre para ser quem é, onde seu espirito respira leve, onde sua mente se sinta sã, assim o seu corpo não será julgado e não sofrerá.

O que a alma sofre, o corpo padece e a dor persiste.