O deputado Marco Tebaldi (PSDB) foi questionado por este colunista, sobre qual o seu posicionamento em relação às paralisações nacionais. Ele disse que sua manifestação é desnecessária e que como cidadão e deputado apoia a greve: "Não é de hoje que nós apoiamos os caminhoneiros."

Tebaldi ainda frisa que vê muita demagogia e muita gente do PT e MDB, que apoiou o governo que quebrou a Petrobrás, que quebrou o País, e agora vem dar discurso. Tebaldi conclui: "Acho que essa gente tem que pegar e pedir desculpas ao Brasil, por ter quebrado a Petrobrás!"

Já o deputado federal Mauro Mariani (MDB), fez um comunicado oficial. O político avalia que a greve dos caminhoneiros é resultado da revolta da sociedade diante da alta carga tributária. "Para sustentar uma máquina pública inchada que não entrega o serviço para a população", disparou.