Exame diz que SC dá lição de economia para o país e os números confirmam

Exame diz que SC dá lição de economia para o país e os números confirmam Exame diz que SC dá lição de economia para o país e os números confirmam

Colunistas

Por: OCP News Jaraguá do Sul

terça-feira, 10:00 - 13/02/2018

OCP News Jaraguá do Sul

A última edição da revista Exame faz uma verdadeira ode ao exemplo que SC oferece ao país para sair da crise e crescer a velocidade impressionante. No editorial Carta de Exame, os editores afirmam que “a vida seria bem mais fácil no Brasil se hoje tivéssemos a capacidade de aprender lições com as coisas boas e ruins de nosso próprio país”. Para eles, “a força da iniciativa privada explica o bom momento da economia local” e deixam a pergunta: “Por que não replicar o modelo Brasil afora?”. Ao mesmo tempo em que a revista chegava às bancas, números expressivos sobre a economia catarinense davam estofo à argumentação da publicação. Um deles é a própria arrecadação do estado: 7,3 maior do que em 2016 cerca de R 24 bilhões. Neste quadro, vem embutido outro resultado importante: foi o setor têxtil, que vinha amargando uma crise já quase crônica, que mais representou na arrecadação de ICMS, com 27, entre todos os setores. Depois disso veio outro número espetacular: com expansões maiores nos setores de metalurgia, veículos e alimentos, SC alcançou em 2017, segundo o IBGE, crescimento de 4,5 na produção industrial em relação ao ano anterior, o segundo melhor resultado do Brasil, atrás apenas do Pará, que teve expansão de 10,1 graças à indústria extrativa. Se não foi medalha de ouro na indústria, no comércio o estado conquistou o lugar principal no pódio, com o setor varejista experimentando um crescimento chinês’ no ano passado. Depois de dois anos no vermelho, as vendas cresceram 13,5, com alta nominal das receitas de 12,8, o melhor resultado entre os estados. Na média nacional, o crescimento do varejo foi de apenas 2. Voltando à Exame, a revista informa que as cidades catarinenses, como Joinville e Florianópolis (foto), estão experimentando taxas de crescimento bastante acentuadas, “em maior ou menor grau”. Por isso, não surpreendem resultados como a menor taxa de desemprego do país (6,7) e um PIB que, pelos cálculos do IBGE, cresceu 4,3 de janeiro a novembro. Na reportagem, a Exame lamenta: “O problema é que o Brasil não é Santa Catarina”.

Sabin investe em unidades em SC

A rede nacional de laboratórios Sabin, com sede em Brasília, está entrando forte em Santa Catarina. No início do mês anunciou a incorporação do laboratório Trindade, que tem oito unidades no estado. Os valores da transação não foram divulgados. “Já iriamos iniciar as operações na região de Florianópolis com a construção de dois centros. Com a compra, chegaremos também a Imbituba e Garopaba”, informa a presidente da empresa, Lídia Abdalla. A rede Sabin está investindo R 130 milhões neste ano no país, em abertura, reformas e aquisições de unidades. Pelo menos mais uma compra deverá ser anunciada nos próximos meses, com a inauguração de 10 pontos até dezembro. “Quase 5 das nossas análises são processadas na unidade do paciente, apenas os exames mais complexos são levados à sede em Brasília. Por isso, fazemos investimentos locais”, explica Lídia Abdalla. A rede tem feito investimento em maquinário, com destaque para a tecnologia nas áreas de biópsia, detecção de tumores e diagnóstico por imagem. Em 2017, faturou R 830 milhões e chegou a 225 unidades no país.

Algorítimos

Reconhecido como tendência na área de educação, o chamado “pensamento computacional” é uma das competências que serão exigidas dos profissionais do futuro. A capacidade para lidar com algoritmos será tão importante quanto se expressar em outros idiomas, por exemplo. Com esse foco, a My Target idiomas de Joinville oferece um curso gratuito para crianças terem seu primeiro contato com a área, mais especificamente com a criação de seu próprio video game. O objetivo do programa Mind Makers é ensinar a lógica computacional para crianças e adolescentes, utilizando recursos tecnológicos da robótica e da programação, como linguagem Scratch e Blockly, para programação visual baseada na criação de games personalizados, cenários diversos, regras e personagens”, explicação a diretora da escola, Luiza Meneghim.

Projetos

Depois de ter transformado a Associação dos Municípios do Nordeste de SC (Amunesc), da qual é presidente, numa verdadeira fábrica de fornecimento de projetos para os nove municípios associados, o prefeito de Rio Negrinho, Julio Ronconi, fez o mesmo na sua cidade. Servidores que atuam na elaboração desses planos participaram de oficinas (foto) para produzir projetos que visam buscar recursos junto a entidades nacionais e internacionais, tanto via financiamentos quanto a fundo perdido.

Piratuba

Um dos mais importantes empreendimentos turísticos do Oeste, o Thermas Piratuba Park Hotel celebra 20 anos de fundação no próximo fim de semana realizando um evento que vai reunir 130 agentes de viagem e representantes do trade turístico. Hóspedes poderão desfrutar de pacotes especiais no hotel, arquitetado em estilo germânico e que tem nos festivais gastronômicos uma das principais atrações do calendário anual.

Novo ISS

A primeira reunião da nova diretoria da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) foi marcada pela assinatura do convênio para que a Secretaria da Fazenda repasse aos municípios as informações sobre operações com cartão de crédito e débito. O presidente da entidade, Volnei Morastoni (ao centro na foto), prefeito de Itajaí, assinou o documento que será enviado à Secretaria para entrar em vigor após a assinatura do secretário. Isso dará condições legais e operacionais para que os municípios cobrem o Imposto Sobre Serviços (ISS) das operações com cartões, uma vez que terão acesso ao relatório fornecido pelas operadoras ao Estado. Com a mudanças da Lei do ISS - uma vitória do movimento municipalista - o local de arrecadação passou a ser aquele do tomador de serviço. Em janeiro, 264 municípios catarinenses já tinha a nova Lei aprovada localmente e 27 já estavam em processo de aprovação. A Confederação Nacional de Municípios estima que os municípios de SC vão arrecadar R 228 milhões por ano sobre as operações com cartões.

Bônus Motor

Neste mês e em março a WEG e a Celesc vão realizar os workshops ‘Uso eficiente e racional da energia elétrica em motores elétricos’ em complemento ao Bônus Motor integrante do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), executado em SC pelas duas companhias. No programa, a WEG oferece descontos de até 40 para quem trocar seus motores trifásicos de 1 a 250 c.v. ou monofásicos de 1 a 15 c.v. com 2, 4, 6 e 8 polos, fabricados até 200 e que operem, no mínimo, 2.640 horas por ano. Os workshops do Programa Bônus Motor serão realizados nas sedes do Senai de dez cidades catarinenses partir de semana que vem: Lages, Joaçaba, Chapecó, Blumenau, Joinville, Jaraguá do Sul, Itajaí, Florianópolis, Tubarão e Criciúma.

×