Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
O estrategista chefe da XP Investimentos, Celson Placido, estará em Jaraguá do Sul no próximo dia 30 para uma palestra que pretende dar rumos a quem quer investir nos próximos anos. A XP é atualmente a maior corretora independente do Brasil, oferecendo educação, assessoria e serviços financeiros. Placido é administrador de empresas com pós-graduação em Direito Societário pela Fundação Getulio Vargas. Foi gestor e analista de empresas em diversas gestoras, iniciando no Banco Icatu e passando pela BBA, GP, Opus e Santander. Possui mais de 14 anos de experiência em análise fundamentalista. O evento é promovido pela Patrimono, empresa em Jaraguá do Sul que presta consultoria a investidores. A palestra ocorre dia 30, às 19h30, no auditório da Blue Chip Centro Empresarial. O endereço é na Rua João Planincheck, 1.990, no bairro Jaraguá Esquerdo.

* * *

Mais microempreendedores O número de empresas criadas no Brasil bateu recorde em janeiro, com alta de 10,4% em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram registrados mais de 166 mil novos cadastros de pessoa jurídica (CNPJ). Esse foi o maior índice avaliado para janeiro desde acompanhamento iniciado há seis anos pela Serasa Experian. Boa parte das empresas foi criada na modalidade Microempreendedor Individual, com 137.301 cadastros. Segundo a Serasa, isso reflete o período de retração da economia, no qual as pessoas que perdem o emprego veem a abertura de um negócio como alternativa.

* * *

Desempregados aumentam A população desocupada (9,6 milhões de pessoas) cresceu 6% no Brasil de novembro do ano passado a janeiro deste ano (mais 545 mil pessoas) em relação ao trimestre de agosto a outubro de 2015 e subiu 42,3% (mais 2,9 milhões de pessoas) no confronto com igual trimestre de 2015.

* * *

Fabiana KochCrise cria campeões Muitos reclamam da crise, mas não fazem nada. Peço desculpas por estar novamente escrevendo sobre a crise. Acontece que não desisto em afirmar que a crise nos faz campeões. Observem a história de empresas consagradas como HP, Microsoft, Fedex, Burger King. Sabem o que elas tem em comum? Todas foram criadas em momentos de crise! Por isso que sempre tem alguém que ganha com um momento crítico. Só que estas histórias de sucesso acabam esquecidas quando a tragédia vira estrela. Ou seja o lado negativo é foco da maioria das interações. Quanto mais informação, quanto mais aberto o profissional for para receber conhecimento, mais facilmente ele supera o momento turbulento. O problema é acreditar que tudo está perdido e que não há nada a ser feito. Sempre existem alternativas. É possível superar os obstáculos. Uma dificuldade que assombra empresários e profissionais, é querer resolver tudo sozinho. Sentir-se como um super-herói pode significar o atestado de óbito. O interessante nestas horas é buscar parcerias e especialistas. Quem é que pode ajudar? Quem é que tem conhecimento sobre o assunto em questão? Vejo profissionais e donos de negócios se aconselharem com amigos e com a família. Mas será que estes são os melhores detentores de conhecimento? Será que são eles que tem a solução para os problemas? Tornar-se campeão significa se conectar com pessoas de sucesso, significa buscar apoio de especialistas, significa investir em conhecimento e claro, ouvir a voz interior, para daí entrar em ação. Este é o momento ideal para revisar o propósito da empresa, ter uma visão clara dos fatos, identificar os colaboradores leais e talentosos, praticar espiritualidade, agradecer ainda mais e investir em parcerias. Lembre-se, quem pode te ajudar? Acredite no impossível, pois lá a concorrência é menor. Fique bem!

LEIA A COLUNA COMPLETA NA VERSÃO DIGITAL DO JORNAL O CORREIO DO POVO