A Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) realiza na próxima segunda-feira, dia 3 de outubro, o 60º Encontro Empresarial da Acijs, evento que tem como objetivo discutir temas relevantes e atuais sobre o mercado e o cenário econômico brasileiro. Com início marcado para as 19h, o encontro trará a palestra “Quadro econômico: cenários e reflexões”, ministrada pela economista-chefe da XP Investimentos, Zeina Abdel Latif. O evento contará também com um painel de debate com o presidente da Fecomércio, Bruno Breithaupt, e o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Mário Cézar de Aguiar. A mediação fica por conta do presidente da Acijs, Giuliano Donini. Doutora em economia pela Universidade de São Paulo, Zeina Abdel Latif é reconhecida como uma das mais renomadas economistas do país na atualidade. Além de atuar na XP Investimentos, é sócia da Gibraltar Consulting e colunista no jornal Estado de S. Paulo. As credenciais para o evento custam R$ 60 para nucleados e R$ 80 para associados e demais interessados, sendo que 20% da renda serão revertidos para a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Jaraguá do Sul. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (47) 3275-7027 e pelo e-mail eventos@acijs.com.br. linha azul Idioma é essencial Smartphone, feedback, delivery, cooktop, abajour, réveillon… o cotidiano está cada vez mais repleto de vocábulos de idiomas estrangeiros, e não é por menos. A revolução tecnológica expandiu a visão de mundo para muito além das fronteiras. No meio disso tudo, o profissional que deseja se destacar em sua carreira precisa se adequar às novas exigências deste universo em constante mutação. O primeiro passo para turbinar a carreira e ampliar as chances de sucesso no mercado de trabalho é a aprendizagem de um segundo idioma. E estudar outra língua traz mais vantagens ainda em uma época em que o desemprego e a concorrência por uma boa vaga só crescem. Em Jaraguá do Sul, a Intercultural, que fica no Shopping Fall, é especializada em intercâmbios para quem quer ampliar conhecimentos. linha azul Inflação do aluguel O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), conhecido como a “inflação do aluguel”, porque é usado para reajustar a maioria dos contratos imobiliários, acelerou em setembro. De uma alta de 0,15%, o indicador registrou um avanço de 0,2% no mês seguinte. No ano, o IGP-M acumula aumento de 6,46%. Apesar da aceleração de um mês para o outro, em 12 meses, o índice perdeu força. De 11,49% em agosto, a variação passou para 10,66%, em setembro, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). linha azul Brasil aciona EUA na OMC O ministro das Relações Exteriores, José Serra, anunciou que o Brasil vai acionar a Organização Mundial do Comércio (OMC) para derrubar medidas tarifárias que os Estados Unidos estão impondo à importação do aço brasileiro laminado a frio e a quente. Em março deste ano, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos concluiu que várias companhias violaram regras antidumping no mercado norte-americano de aços e decidiu impor tarifas preliminares de importação a produtos de sete países, incluindo o Brasil.O pedido de investigação ocorreu a pedido de siderúrgicas baseadas nos EUA, incluindo AK Steel, Nucor, SteelDynamics, United States Steel e ArcelorMittal. A tarifa imposta pelos Estados Unidos aos produtos planos de aço laminado a frio brasileiro é de 38,93%. linha azul fabiana koch Convicção O que faz as pessoas alcançarem os seus objetivos? É interessante pensar por que alguns conseguem e outros não. Existem tantas oportunidades e nem todos as agarram. Existe tanta coisa que pode ser feita para se chegar no que se deseja, porém, nem todos fazem tudo o que é possível fazer. Fico analisando as pessoas, e é lógico que as respostas são variadas. Se houvesse apenas uma razão para o não atingimento de metas, seria bem mais fácil mudar isso. Assim, as metas e os objetivos não são alcançados porque quem os deseja são pessoas. E pessoas são complexas. A maioria não chega lá porque dá trabalho chegar. A zona de conforto é danada. É difícil adquirir novos hábitos pelo simples fato de que ninguém quer perder, e mudar pode ser visto como perda. Fica mais fácil dizer que é difícil, que não é para mim ou ainda que não se tem a sorte necessária para para se alcançar. Os sabotadores bloqueiam as pessoas e as fazem demorar para alcançar ou, pior ainda, as fazem desistir de vez daquilo que pode fazer a diferença nas suas vidas. Muitas vezes falta conhecimento e as próprias crenças das pessoas que não as fazem progredir. Agora, e o contrário, o que faz as pessoas chegarem aos seus objetivos? Ouço respostas como: determinação, persistência, garra, pensamento positivo, networking. Sim, tudo isso ajuda e é fundamental para se sentir vencedor. Nunca vi alguém vencer sem ter se dedicado e merececido a vitória. Quando realmente se quer, quando realmente se deseja realizar e conquistar, a pessoa faz acontecer. O que é diferente dos que não conseguem? É a  convicção que faz a pessoa chegar aos seus objetivos! É a sua convicção! Quão convicto você está para chegar lá? Fique bem!