Pela primeira vez em 14 anos, Santa Catarina registrou mais demissões que admissões nos primeiros seis meses do ano. Mais de 7,2 mil postos de trabalho foram fechados no período. Nos últimos doze meses, mais de 79 mil empregos foram extintos no Estado. Serviços e Indústria são os setores mais afetados. Apenas em junho, a indústria fechou 3,1 mil postos. linha azul KWB oferece novo serviço A jaraguaense KWB Comunicação expandiu seu ramo de atuação e passa oferecer também o serviço de organização e realização de eventos corporativos e ações promocionais.  De acordo com a publicitária e diretora da agência, Kátia Kohlbach, o foco é produzir eventos para o mercado corporativo, através de ferramentas que promovam integração, entretenimento, negócios e relacionamento, gerando resultados positivos para todos os envolvidos. Os novos serviços oferecidos têm como público-alvo os segmentos da indústria, prestação de serviços, comércio, entidades e setor público. linha azul Cai lucro da Vale A Vale divulgou ontem seu balanço do segundo trimestre do ano. No período, a empresa teve lucro líquido de R$ 3,58 bilhões, um recuo de 30% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação ao primeiro trimestre de 2016, a queda foi de 43%. A empresa afirma que o resultado foi impactado principalmente por uma provisão anunciada na quarta-feira (27) de R$ 3,73 bilhões pelo desastre em Mariana (MG), após o rompimento de uma barragem da Samarco, empresa que mantia com BHP Billiton, em 2015. linha azul Meio milhão de desempregados O Brasil já perdeu mais de meio milhão de postos de trabalho formais este ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Junho foi o 15º mês seguido com mais demissões que contratações de trabalhadores com carteira assinada: foram 91 mil postos formais a menos. Entre as 20 cidades que mais demitiram em desde o início do ano, 13 são capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Manaus, Brasília, Curitiba, Fortaleza, São Luis, Porto Alegre, Maceió e Teresina. linha azul Arrecadação de impostos cai 7% A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 98,129 bilhões em junho. O valor representa uma queda real (já descontada a inflação) de 7,14% em relação ao mesmo período no ano passado. Segundo a Receita Federal, esse foi o pior resultado registrado desde 2010. No acumulado do ano, o total pago pela sociedade brasileira em tributos federais chegou a R$ 617,257 bilhões, o que significa uma diminuição real de 7,33% sobre 2015. O número também foi o pior dos últimos sete anos. A recessão econômica continua a ser a principal responsável pela queda na arrecadação. linha azul Cai lucro do Bradesco O Bradesco registrou queda de 7,6% no lucro contábil da empresa no segundo trimestre de 2016 na comparação com o mesmo período de 2015. O valor caiu de R$ 4,47 bilhões para R$ 4,13 bilhões. Já em relação ao primeiro trimestre, houve leve aumento, de 0,3%. No primeiro semestre, o valor total do lucro ajustado foi de R$ 8,274 bilhões, uma queda de 5,7% em relação ao mesmo período de 2015, com impacto de “provisão para devedores duvidosos” e maiores despesas “de pessoal e administrativas”, segundo o Bradesco. linha azul fabiana koch Você já pensou em desistir? Atire a primeira pedra quem nunca! Pensar em desistir faz parte dos pensamentos do ser humano, especialmente, quando as coisas não saem conforme o planejado. Ou seja, quando a expectativa criada não é atingida, gera-se a frustração e, em seguida, a vontade de desistir vem à tona. A dica inicial é aceitar que isso pode até passar pela cabeça e, assim como o pensamento vem, ele também pode ir embora rapidinho. Robert Holden comenta que sempre que você for tentado a dizer “Vou desistir”, o ideal é resignificar o sentido desse ‘desistir’. Na verdade, você está sendo estimulado a desistir de tudo que está bloqueando o seu sucesso, e não desistir de ter sucesso. Desista dos pensamentos negativos, desista das pessoas negativas, desista de quem não quer se ajudar, desista de quem não te ajuda, desista de esperar dos outros. Só não desista de você! Afinal, você é o autor da sua história, e ninguém melhor do que você para decidir o que fazer, o que sentir, com quem estar e onde estar. Desista de agradar os outros. Quando você agrada a todo mundo, você desagrada a si mesmo. Isso não é incentivo a você ser egoísta e intolerante. Mas, sim, de você perceber como está o seu coração. Se estiver angustiado e apertado, pode ser que você esteja esquecendo de si mesmo. Quanto tempo faz que você não se presenteia? Ou se elogia? Ou não come algo caro e super saudável? A gente vive dando desculpas para o que pode ou não fazer. Faça o que te faz bem. Fique consciente do que fortalece a sua autoconfiança, a sua autoestima e o seu ambiente. Desista de querer que tudo seja perfeito. Perfeito é o que acontece. Afinal, é apenas reflexo do que você escolheu no passado. E se não foi, é aprendizado para o futuro! Não desista do que fará a sua vida melhor! Fique bem!