Embaixador elogia WEG e Jaraguá do Sul

Colunistas

Por: OCP News Jaraguá do Sul

quinta-feira, 07:59 - 23/06/2016

OCP News Jaraguá do Sul
WEG O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini, acompanhado do presidente da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), Daniel Leipnitz, recebeu ontem (22), em Florianópolis, o embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone. Um dos objetivos da visita é ampliar e criar novas parcerias entre o Canadá e o Estado, principalmente na área de inovação e tecnologia. Durante discurso o embaixador elogiou a cidade de Jaraguá do Sul, com menção especial a empresa WEG, que é destaque no Canadá por uma parceria duradoura e crescente. O início das operações de exportação da empresa, há 39 anos, foram justamente com o país norte-americano. Cacau  Show de porta em porta A Cacau Show vai entrar no mercado de vendas diretas. Para isso, está lançando um modelo de franquia de distribuição para trabalhar em casa, com investimento inicial a partir de R$ 19 mil, que inclui custos de instalação, taxa de franquia e capital de giro. A marca também repaginou o seu modelo de quiosque, para deixá-lo menor e mais barato, com investimento a partir de R$ 35 mil – o quiosque convencional custa a partir de R$ 45 mil. Outra novidade é a microfranquia da gelateria Cacau Show, um quiosque tipo carrinho que, além de chocolates, vende sorvetes, café e waffle. O investimento é a partir de R$ 38 mil. Os valores incluem custos de instalação, taxa de franquia e capital de giro. Para todos os novos modelos de negócio, o faturamento mensal esperado gira entre R$ 35 mil e R$ 50 mil, com margem de lucro de 12% a 15% (de R$ 4.200 a R$ 7.500). Feijão 54% mais caro O preço do feijão disparou nos últimos meses nas prateleiras dos supermercados, pesando no bolso do brasileiro e “ameaçando” o sucesso do tradicional prato feito. O principal motivo é o clima, que prejudicou a produção. O feijão carioca, por exemplo, ficou 54,1% mais caro de janeiro até meados de junho.  Não é só o carioquinha que subiu neste ano: também ficaram mais caras outras variedades, como o mulatinho (+49,42%), o preto (+21,36%) e o fradinho (+19,49%).
×