Skanya Srisurat atleta da Tailândia ficou em primeiro lugar numa das categorias de levantamento de peso nessas olimpíadas. Após a conquista foi entrevistada. Ela agradeceu a medalha aos elefantes tailandeses. A força deles serviu de inspiração para levantar peso. Agradecer aos elefantes? O elefante é o animal mais poderoso da Tailândia. É o símbolo da cultura tailandesa. Um elefante branco já foi símbolo da bandeira nacional. Historicamente tailandeses e elefantes trabalham lado a lado, na lavoura e na mata. Os elefantes eram as armas superpotentes dos exércitos de alguns países asiáticos, inclusive da Tailândia, até a chegada dos tanques e canhões. Chamaram a atenção de Alexandre o Grande que já espalhava seu império da Europa à Ásia Central, quando nas portas da Índia se assustou com soldados montados nesses gigantes. Chamaram a atenção dos antigos mercadores que traziam mercadorias da Europa atravessando o Oriente Médio no lombo dos camelos. Esses trocavam suas mercadorias com chineses que levavam tudo nos cavalos. E da China para os países que ficam no sul eram os elefantes que se apoderavam da carga. Na Índia, mesmo numa metrópole, se avista elefantes nas ruas, usados para trabalho.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Hoje os elefantes são reverenciados na sociedade tailandesa e é o cartão de visita para os turistas.  Selvagens, na Tailândia não se espera mais de 3.000.  Mais que na Índia, onde quando se fala nesse animal na Ásia é de lá que são lembrados. Depois de cinco anos de vida entram em treinamento para o trabalho. O treinamento com guia é também de cinco anos. Eles aprendem a carregar, empurrar e levantar madeira. Assim como seu banho de rio também é ensinado. E quem treina esta sempre em dois: um jovem e um mais velho, normalmente pai e filho - que podem ver o animal pela vida toda. Como um modo de transporte na selva, o elefante bate qualquer outro animal ou máquina em termos de destruição da floresta - e de grande pisada, porém, muito leve, danifica muito pouco o chão. Interessante é que um elefante pode correr ate 23 quilômetros por hora, mas nos pés ao solo coloca menos peso que um cervo. O número de árvores para corte diminuiu e o governo tailandês limitou a exploração madeireira. O problema nacional da Tailândia é o que fazer com esses desempregados. Muitos elefantes são abandonados pelas ruas. Não é difícil ver elefantes perambulando de lixeiro a lixeiro nas vilas do norte tailandês. Eles compartilham essa vida com os cães. Sem trabalho para o elefante, sem trabalho para o guia que sai pelas ruas das cidades grandes acompanhado de seu animal a pedir comida ou dinheiro para alimentar o animal. A lei tailandesa permite que um elefante trabalhe até aos 60. Depois deve se aposentar. A idade média de um elefante é de 80 anos.