Dúvidas frequentes

Colunistas

Por: OCP News Jaraguá do Sul

segunda-feira, 09:20 - 27/06/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Esta é uma dúvida de português comum. Existe “de menor” e “de maior”? Na norma culta, quando nos referimos à maioridade de uma pessoa, dizemos: Ele é maior de idade. / Ele é menor de idade. Ele é maior. / Ele é menor. Não há razão para dizer “ele é de maior”, pois não se diz “ele é de maior de idade”. O mesmo vale para “menor” Qual é a pronúncia de gratuito? Não raro ouvimos pessoas pronunciarem “gratuíto” (com acento no I). Há até serviços sendo oferecidos em placas nas quais se vê a palavra grafada no acento. Na norma culta, entretanto, observe que o acento recai sobre o U, pois trata-se de um ditongo (-UI). Assim escreva “gratuito” e “circuito”; e pronuncie “gratuito” e “circuito”. Nunca grafe “gratuíto” nem “circuíto”. O personagem ou a personagem? As duas palavras são corretas. A palavra personagem pode ser um substantivo feminino ou um substantivo masculino e se refere a uma pessoa importante, a um protagonista, a uma figura dramática. A palavra personagem tem sua origem na palavra francesa “ personage”, que por sua vez tem sua origem na palavra em latim persona. Normalmente, na língua portuguesa, os substantivos acabados em “agem” são femininos: barragem, tatuagem, garagem, passagem, viagem… Assim, a palavra personagem se apresenta como sendo um substantivo sobrecomum feminino. Cuidado com a grafia deste par antônimo de advérbios: Em cima se grafa com duas palavras separadamente (e não “encima”) Embaixo se grafa como uma só palavra Assim: Meu gato adora ficar em cima da mesa. Escondi o dinheiro embaixo do sofá. Há verbos que possuem particípios com duas formas: Ex.: entregado/entregue; expulsado/expulso. Para relembrar: a) utilize os particípios regulares (terminados em “do” : ado ou ido) na voz ativa, com os verbos ter ou haver. Ex.: Ninguém tinha entregado os documentos até as duas horas. b) utilize a outra forma (particípio irregular) com os verbos ser, estar, ficar ou qualquer outro verbo que forme a voz passiva. Ex.: O documento foi entregue às duas horas. A esse respeito, tenho recebido dúvidas quanto às formas trago ou trazido. Na norma culta, o verbo trazer não possui forma irregular, apenas o particípio trazido. Assim: O doente foi trazido de helicóptero. (não: ... foi trago) Já o tinham trazido quando cheguei. (não: ... tinham trago) A forma trago é o presente do indicativo da primeira pessoa do singular (eu). Assim: Eu trago todos os livros à escola. Nunca trago almoço; prefiro comer fora. É isso, até a próxima!
×