Decoração natalina

Colunistas

Por: OCP News Jaraguá do Sul

sexta-feira, 04:00 - 19/02/2016

OCP News Jaraguá do Sul
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Representantes dos setores público e privado participaram nesta semana de uma reunião com o objetivo de discutir formas de viabilizar a decoração natalina da cidade em 2016. Segundo Ariane Raizer, executiva do Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, o intuito é somar forças para organizar um projeto conjunto em prol da iniciativa, que tem importante papel na atração de turistas no período de dezembro.

* * *

Bruno Breithaupt Filho tomará posse em associação de vendas e marketing O jaraguaense Bruno Breithaupt Filho tomará posse na próxima terça-feira (23) como vice-presidente regional Norte da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC). O comando da entidade é integrado por quatro diretores principais, além dos vice-presidentes para cada região de Santa Catarina e os dirigentes setoriais. O publicitário Daniel de Oliveira Silva assume a presidência entidade. O objetivo da nova gestão, que estará à frente da entidade no biênio 2016/2017, é fomentar o marketing e as vendas em Santa Catarina, Estado que se destaca como polo comercial e industrial no país. Para isso, o foco das ações estará nos três pilares de atuação da entidade: capacitação, reconhecimento e relacionamento. A associação foi fundada em 1984, promove cursos, conferências e seminários, presta suporte técnico para o desenvolvimento dos dirigentes e das empresas nas diversas áreas do mercado. A instituição realiza também concursos e promoções para incentivar, dignificar e premiar os desempenhos mercadológicos das empresas catarinenses e dos dirigentes de marketing e vendas. Filho é diretor geral da Rede Breithaupt, que completa 90 anos de atuação em 2016 e conta com quatro home centers, localizados em Joinville, Jaraguá do Sul, Balneário Camboriú e Brusque, e outras cinco lojas nas cidades de Jaraguá do Sul, Guaramirim, Mafra, Canoinhas e São Bento do Sul. Também é filho do empresário Bruno Breithaupt, presidente da Fecomércio-SC.

* * *

Indústria contra o Aedes A Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) lançou ontem uma campanha estadual de combate ao mosquito Aedes aegypti, principal transmissor de doenças como a dengue, vírus zika e febre chikungunya. A ação prestará esclarecimentos sobre o assunto, levando para dentro das fábricas cartilhas explicativas sobre a importância da eliminação de criadouros do mosquito.

* * *

fabiana kochComunicação é tudo Quando digo que comunicação é tudo é porque entendo que tudo depende da comunicação. Quantos problemas poderiam ser evitados se a comunicação tivesse sido clara e assertiva. Para saber se você se comunica bem, basta se perguntar se algum dia as pessoas não compreenderam o que você disse. Será que isso acontece com frequência? Acredito que mais do que imaginamos. Comunicar-se bem é uma habilidade que contribui com o sucesso das relações. Ter assertividade no falar, conseguir ter bom senso para perceber quando é o melhor momento e saber escolher as palavras certas, podem contribuir para o entendimento das pessoas. O problema é quando a pessoa acha que comunicou. Ou quando surgem interpretações erradas, ou ainda, quando se criam os fantasmas. Normalmente estes fantasmas nascem justamente da ausência de comunicação. Ou seja, criam-se os famosos “achômetros”. Quando se acha que tal coisa ocorreu, quando se acha que decidiram isso, quando se acha que deu certo, ou errado. Ou seja, tiram-se conclusões baseando-se em opiniões e não em evidências. Tudo são interpretações. O problema é interpretar sem ter no que se basear. Interpretar sem fatos é dar opinião pessoal. E isso é perigoso, seja no mundo corporativo, ou nas relações pessoais. Para haver uma comunicação eficaz e justa é muito importante basear-se em fatos e evidências. Quando não se as tem, é necessário buscá-las. Ir atrás da informação. Comunicar-se com pessoas. A partir do momento que você conversa e esclarece, fatos novos aparecem, e a sua interpretação ganha credibilidade. E certamente os fantasmas desaparecerem. E quem não fala por medo? Quando a timidez ou medo de se expressar bloqueiam a comunicação, os fantasmas reinarão. O que é melhor: “achar” algo sobre alguma coisa, ou ter a informação direto da fonte sobre algo? Enfrentar o medo de falar e conversar, sempre é o caminho! Converse e fique bem!

LEIA A COLUNA COMPLETA NA VERSÃO DIGITAL DO JORNAL O CORREIO DO POVO

×