O presidente Jair Bolsonaro chegou na tarde desta sexta-feira, 25, em Chapecó para a sua oitava visita ao estado desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2019. O clima na cidade era de ruas decoradas com bandeiras do Brasil desde as primeiras horas da manhã. A movimentação ficou ainda mais intensa com a presença de 140 policiais militares. Bolsonaro desembarcou por volta das 15h e seguiu direto para a Arena Condá onde foi conferir as obras de melhorias. No gramado, ele quebrou o protocolo, como sempre faz, e bateu pênalti em uma das traves. A Arena está na segunda etapa das obras de modernização com cobertura metálica, camarotes e área de convivência com lanchonetes na Ala Norte. Do investimento de R$ 18,4 milhões, R$ 15,6 milhões são do Governo Federal, que foram repassados pelo Ministério da Cidadania, via Caixa Econômica Federal. Estes recursos foram oriundos de emendas parlamentares do então deputado federal João Rodrigues, atual prefeito de Chapecó. O restante, de R$ 2,8 milhões, são da Prefeitura.

Depois da passagem pelo estádio, o presidente seguiu para Xanxerê onde visitou a Aurora, uma das maiores agroindústrias do estado . De noite, a agenda marcou encontro com convidados, no Centro de Cultura e Eventos Plinio Arlindo de Nes, onde cerca de 800 empresários ouviram Bolsonaro falar sobre o cenário político e econômico.

O presidente dormiu em Chapecó e, neste sábado pela manhã, participa de uma motociata, um passeio de motocicleta a convite do prefeito João Rodrigues e clubes de motociclistas da região. O roteiro do passeio não foi divulgado, mas a concentração será no Distrito Industrial Flávio Baldissera, a partir das 8h, com saída às 9h. A previsão é de que a motociata percorra a Avenida Getúlio Vargas, seguindo para a BR-480, até a entrada para Chapecó.

 

 

Mário Cezar de Aguiar (E) foi reeleito por unanimidade | Foto Filipe Scotti/Divulgação/Fiesc

Reeleição na Fiesc

Por unanimidade, o industrial Mário Cezar de Aguiar foi reeleito presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), nesta sexta-feira, 25, para a gestão 2021-2024. A chapa única tem o empresário Gilberto Seleme é o 1° vice-presidente e a mesa diretora também é composta pelos industriais: Edvaldo Angelo, diretor 1º secretário; Ronaldo Baumgarten Júnior, diretor 2º secretário; Alexandre D’Ávila da Cunha, diretor 1º tesoureiro, e Rita Cássia Conti, diretora 2ª tesoureira. A posse da nova diretoria está marcada para o dia 12 de agosto.

 

Facisc, 50 anos

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) comemora seus 50 anos neste sábado, 26, e para isso organizou diversas ações para celebrar a data. Além das tradicionais comemorações, que serão realizadas de forma diferenciada por conta da pandemia, a Federação organizou um projeto colaborativo. Segundo o presidente da entidade, Sérgio Rodrigues Alves, o projeto FACISC 50 anos vem celebrar todas as conquistas, aprendizados e experiências compartilhadas ao longo deste meio século de trabalho. A entidade reúne e representa o setor produtivo de Santa Catarina. São 148 associações empresariais e mais de 34 mil empresas, em mais de 220 municípios.

 

Segurança

O deputado Coronel Mocellin (PSL) busca alternativas para chamar 500 novos policiais penais e 300 agentes socioeducativos que passaram no último concurso. Com o advogado Noel Baratieri, reuniu-se com o secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima. Há um impasse jurídico que torna irregular a permanência dos ACTs diante dos concursados que aguardam ser chamados. Mas também há um parecer da PGE impedindo novas nomeações. Mocellin quer revisão do parecer.

 

Idoso

A deputada Paulinha protocolou essa semana o Projeto de Lei que institui o Fundo Estadual da Pessoa com Deficiência – FEPD. O fundo tem por objetivo garantir e valorizar a pluralidade e a singularidade das pessoas com deficiência, assegurar direitos e criar oportunidades para o cidadão com deficiência. “Os recursos serão exclusivamente aplicados em ações que contribuam na prevenção das deficiências, na promoção da autonomia, segurança, qualidade de vida e participação social das pessoas com deficiência em SC”, disse a deputada.