DSCN1092 A WEG confirmou esta semana o fornecimento de mais 44 usinas de geração fotovoltaica para as agências da Caixa Econômica Federal nos Estados do Ceará, Maranhão e Piauí. O projeto de energia solar da Caixa Econômica, que se iniciou com a instalação de um sistema de geração fotovoltaica em uma agência de Minas Gerais e com os fornecimentos para 42 unidades bancárias no Estado de São Paulo e duas unidades no Distrito Federal, chega agora a mais três Estados brasileiros. Ao todo os sistemas somarão 6.068kWp, potência que seria suficiente para abastecer 4.500 residências. A WEG vai fornecer todo o pacote elétrico, mão-de-obra de instalação, projetos e engenharia, além de manutenção do sistema pelos próximos três anos. As entregas devem ocorrer até meados de 2017. linha azul E-Commerce promissor Um estudo inédito realizado pela consultoria Bain & Company aponta o E-Commerce como um dos segmentos mais promissores do país. A taxa de crescimento anual do segmento no Brasil é estimada em 11%, de maneira que o faturamento deve passar de US$11 bilhões, em 2015, para US$16 bilhões em 2019. Segundo o levantamento, o mercado brasileiro é um dos mais fechados do globo, com pouquíssimo espaço para players estrangeiros, em função das altas taxas sobre produtos de sites de fora do país. linha azul Cuba é pop Embora tenham restrições para viajar a Cuba, os americanos foram o quarto grupo mais numeroso por nacionalidade a visitar a ilha no primeiro trimestre deste ano, segundo dados oficiais cubanos. Eles são superados apenas por canadenses, cubanos radicados em outros países e alemães. Um total de 71.815 americanos foram a Cuba no primeiro trimestre, quase o dobro do mesmo período do ano anterior. linha azul Economia encolhe A economia brasileira encolheu 0,51% em maio nas contas do Banco Central. O resultado é o pior desde janeiro deste ano. A expectativa dos economistas do mercado financeiro era que o Índice de Atividade Econômica da autoridade monetária (IBC-Br) ficasse perto de zero com uma leve queda no período. linha azul Crédito aos Estados Escolhida para comandar o Tesouro Nacional em meio a uma grave crise fiscal, a economista Ana Paula Vescovi tem sido a porta-voz de recados duros a estados e municípios. Para o Rio de Janeiro, que tem a situação mais crítica, a secretária afirmou, em entrevista ao O Globo, que não há mais dinheiro para uma ajuda financeira nem aval a novas operações de crédito. Autorizações do Tesouro para empréstimos só serão concedidas a governadores que tiverem as contas em dia e boa classificação de risco, disse ainda. linha azul Grupo espanhol negocia participação na Granado A companhia espanhola de moda e perfumes Puig está em negociações avançadas para comprar uma participação minoritária no Grupo Granado, fabricante e varejista brasileira de produtos cosméticos. A Puig, que tem sede em Barcelona e é controladora das marcas Carolina Herrera e Jean Paul Gaultier, pode pagar cerca de R$ 1 bilhão por uma participação de até 30% na Granado. Ambas as partes estão trabalhando para anunciar um acordo nos próximos dias. linha azul pokemon Ações da Nintendo disparam com jogo As ações do grupo Nintendo registraram alta ontem de quase 16% na Bolsa de Tóquio impulsionadas pelo boom mundial do novo jogo para smartphones Pokémon. O título da empresa encerrou a sessão em alta de 15,89%, a 25.300 ienes. Durante o dia a ação chegou a operar em alta de 19%. O valor da Nintendo disparou 76% desde a sessão de 6 de julho, justamente antes do lançamento do Pokémon Go nos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia. Desde então, o entusiasmo internacional só aumenta com o jogo dos “pequenos monstros”. linha azul Economia doméstica Evaldo Ferreira, Economista A administração da saúde financeira de uma família é tão importante quanto a de qualquer empresa. No Brasil, diversas pesquisas recentes apontam um crescente desequilíbrio nas contas familiares, ocasionado principalmente pelo endividamento. Feitas essas considerações podemos debruçar um pouco mais sobre a necessidade de despertar nas famílias uma cultura marcada pelo comedimento no consumo e que busque o equilíbrio entre receitas e despesas. Uma ferramenta, muito conhecida e aplicada, são as planilhas de controle, que permitem ao usuário traçar um padrão de entradas e saída. Porém, somente a análise de dados não é suficiente para se equilibrar um orçamento, mas a partir destes se devem traçar estratégias que comtemplem, entre outras coisas, a identificação das principais unidades geradoras e consumidoras de recursos. Dentro de uma unidade familiar, considerando as variações que podem ocorrer, poderiam ser apontadas como unidades geradoras de recursos os seguintes: salários e outros proventos, renda de aluguéis, rendimentos de aplicações financeiras e de eventuais alienações de bens. Já as unidades consumidoras de recursos poderiam ser elencadas na seguinte conformidade: alimentação, despesas com consumo de água e luz, telefonia e internet, saúde, educação, aluguel ou financiamento imobiliário, entre outras. Como se pode ver as unidades consumidoras tendem a ser em maior número que as unidades geradoras de recursos. O desafio é alcançar o ponto de equilíbrio contábil. Para se atingir esse objetivo são necessárias adaptações os hábitos de consumo de todos os indivíduos que compõem a unidade familiar, de forma a garantir uma equidade de tratamento. É indispensável o comprometimento de todos os membros da família nesse processo de adequação financeira. Uma vez atingido esse equilíbrio é necessário que as estratégias utilizadas em sua busca sejam mantidas, a fim de que este possa se manter.