Assistência Primária à Saúde: Jaraguá é referência

Foto: divulgação

Por: Editorial

14/10/2023 - 07:10 - Atualizada em: 16/10/2023 - 12:49

Existem vários fatores que podem levar uma cidade a ser referência em Assistência Primária à Saúde. O município deve garantir, prioritariamente, que todos os seus residentes tenham acesso igualitário aos serviços de saúde primários, independentemente de sua renda, localização geográfica ou status social. A partir desse requisito fundamental, deve oferecer uma ampla gama de serviços de saúde primários, incluindo cuidados preventivos, promoção da saúde, tratamento de doenças comuns e gerenciamento de condições crônicas. Isso demanda, por conseguinte, uma equipe de profissionais de saúde bem treinados e qualificados, incluindo médicos, enfermeiros, farmacêuticos, assistentes sociais e outros profissionais de saúde, que trabalham em conjunto para fornecer cuidados abrangentes e coordenados. Logisticamente, é preciso que haja uma boa integração entre esses serviços e os de saúde secundários e terciários, garantindo uma continuidade adequada dos cuidados. Investimento em infraestrutura é outro fator preponderante. Além de clínicas, centros de saúde e hospitais, deve-se dispor de tecnologias de informação para eficiente coordenação dos cuidados, registros eletrônicos de saúde e troca de dados entre os profissionais de saúde. Indispensável se faz, também, o ativo envolvimento da comunidade na tomada de decisões relacionadas à saúde, promovendo a participação dos cidadãos, ouvindo suas necessidades e prioridades. Não se pode olvidar, entretanto, a implementação de programas eficazes de promoção da saúde e prevenção de doenças, visando educar a população sobre hábitos saudáveis, prevenir doenças e reduzir os fatores de risco. Compactuando com esse padrão, Jaraguá do Sul tem se destacado estadual e nacionalmente nos serviços de Atenção Primária que envolvem um conjunto de ações de saúde individuais, familiares e coletivas, incluindo a promoção, prevenção, proteção, diagnóstico, tratamento, reabilitação, redução de danos, cuidados paliativos e vigilância em saúde, desenvolvida por meio de práticas de cuidado integrado. Um avanço que merece enaltecimento.