Alesc e TRE formalizam parceria para auditoria das urnas nas eleições

Foto: Vicente Schmitt/Agência AL

Por: Áurea Arendartchuk

26/08/2022 - 06:08 - Atualizada em: 26/08/2022 - 14:28

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) formalizaram, esta semana, um memorando de entendimento visando aprimorar o processo de auditoria das urnas nas eleições deste ano, que ocorrerão nos dias 2 e 30 de outubro, com foco na integridade e transparência da votação eletrônica.

A iniciativa prevê a participação da Alesc na Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica, que vai verificar o funcionamento das urnas que serão utilizadas no pleito.

Na assinatura do ato, o diretor-geral da Assembleia, André Luiz Bernardi, foi designado como o representante da casa encarregado de acompanhar a regularidade dos trabalhos desenvolvidos nos locais de votação e na totalização dos votos, apontando à Justiça eleitoral eventuais inconsistências encontradas.

Os deputados também serão incentivados a participar de todo o processo eleitoral, assim como os procedimentos específicos de auditoria que ocorrerão no dia do pleito. Também foi acertado que o Legislativo estadual sediará uma exposição sobre os 90 anos da justiça eleitoral, ainda sem data definida.

Estiveram presentes no encontro o presidente do TRE-SC, desembargador Leopoldo Augusto Brüggemann e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Moacir Sopelsa (MDB)

Auditoria

Um dos principais pontos do entendimento firmado entre instituições diz respeito à realização, na sede do Legislativo estadual, de uma auditoria para verificar o funcionamento e a integridade das urnas eletrônicas utilizadas no Estado.

De acordo com o diretor-geral do TRE-SC, Gonsalo André Ribeiro, o procedimento acontecerá paralelamente ao início da votação do primeiro turno, no dia 2 de outubro, e envolverá 27 urnas eletrônicas. Será realizada uma eleição simulada nos equipamentos e também por meio de cédulas de papel, com os votos sendo creditados por jovens de até 15 anos. O objetivo é que, ao final, os mesmos resultados sejam obtidos em ambos os sistemas.

 

Colombo e Vonk

O ex-governador e candidato ao Senado Raimundo Colombo, da coligação Bora Trabalhar! (União Brasil, PSD e Patriota), participou de várias reuniões na região Norte do Estado. Depois de passar por Joinville na quarta-feira, ontem foi a vez de Guaramirim onde foi recebido pelo candidato a deputado estadual Coronel Rogério Vonk (PSD), ex-comandante do 14ºBPM e por integrantes do partido da cidade e de Jaraguá do Sul. Acompanharam Colombo, o suplente ao Senado Ivandro de Souza e o candidato a vice-governador Eron Giordini (PSD) na chapa de Gean Loureiro (União Brasil)

Foto: Divulgação

Lunelli com Bolsonaro

Antídio Lunelli, candidato a deputado estadual pelo MDB, adiantou que apoiará a reeleição do presidente Bolsonaro (PL). Para quem acompanha o ex-prefeito de Jaraguá do Sul, a manifestação não é nenhuma surpresa. Lunelli levantou a bandeira de Bolsonaro antes mesmo da “onda 17” dominar as eleições de 2018. O presidente, inclusive, foi um dos incentivadores para que o empresário entrasse na política.

Proximidade

Em 2017, Bolsonaro, ainda candidato a presidente, palestrou em Jaraguá, a convite de Lunelli, então prefeito do município. Nos anos seguintes, ambos se encontraram em eventos políticos. Nas redes sociais, Lunelli divulgou um vídeo que não deixa dúvidas sobre seu posicionamento. Já no âmbito da eleição para o governo do Estado, o ex-prefeito ainda não se posicionou oficialmente, mas já avisou aos emedebistas que não subirá no palanque de Carlos Moisés (Republicanos).

Placas

A Justiça Eleitoral solicitou a retirada imediata de duas placas de publicidade instaladas em Jaraguá do Sul ao entender que os outdoors continham propaganda política. Caso não ocorra a retirada, há pena de multa. A denúncia veio via sistema Pardal feito por pessoas anônimas, com a identificação da suposta irregularidade e provas de sua colocação, explicou o chefe de Cartório Eleitoral jaraguaense Eduardo Arbigaus.

Proibido

Arbigaus frisa que, segundo o entendimento dos magistrados das zonas eleitorais de Jaraguá, não é permitida a exibição de outdoors com teor eleitoral durante a campanha eleitoral. Neste período, denúncias de irregularidades podem ser feitas através do aplicativo da Justiça Eleitoral, Pardal.