O plenário da Assembleia Legislativa devolveu nesta terça-feira, 20, por 31 votos favoráveis, três contrários e três abstenções, o direito de o deputado estadual Julio Garcia (PSD) exercer o seu mandato, após ser afastado no âmbito das investigações da Operação Alcatraz. O ex-presidente da Casa teve a prisão decretada pela juíza Janaína Cassol, da 1ª Vara da Justiça Federal, de Florianópolis, e foi impedido de exercer o mandato, acusado de ser um dos líderes de uma organização criminosa que praticava delitos contra a administração pública. Tecnicamente, o que os deputados fizeram foi aprovar o Projeto de Resolução (PRS) 5/2021, de autoria da Mesa Diretora, que revoga as medidas cautelares impostas pela magistrada.

Durante a votação, o deputado Kennedy Nunes (PSD) afirmou que a proposta referendou o que os deputados haviam aprovado em janeiro, quando revogaram as medidas cautelares contra Julio Garcia. “Estávamos corretos na outra votação”, disse. “Quem não foi correto foi a magistrada que não obedeceu o que determina a Constituição.” O deputado Milton Hobus (PSD) afirmou que a Assembleia, ao aprovar a resolução, estava apenas cumprindo uma determinação do STF e devolvendo os direitos ao deputado Julio Garcia. “Hoje é o deputado Julio Garcia, amanhã pode ser qualquer um de nós”, comentou.

O deputado João Amin (PP) também votou favorável, mas criticou a condução do tema pela Alesc. “A Assembleia passou por cima da decisão judicial e foi constrangida”, comentou. “Até hoje o deputado permanece com medidas restritivas. E ele é o maior prejudicado disso tudo. Devemos ter subsídios neutros, isentos e técnicos para votar o assunto.”

Os votos contrários foram dos deputados Bruno Souza (Novo), Jessé Lopes (PSL) e Sargento Lima (PL). Abstiveram-se da votação Ana Campagnolo (PSL), Coronel Mocellin (PSL) e Marcius Machado (PL).

 

Senador Dario Berger recebeu a primeira dose da vacina | Foto Naim Campos/Divulgação

 

Dário Berger vacinado

O senador Dário Berger (MDB) recebeu nesta terça-feira (20) a primeira dose da vacina contra a Covid-19. O parlamentar, ex-prefeito de Florianópolis e São José, que tem 64 anos, foi vacinado no posto drive-thru da Avenida Beira Mar Continental, na Capital. “Chegou a minha vez. Eu estava ansioso por esse momento. Espero que o plano de imunização avance e que todos os catarinenses e brasileiros possam também ser imunizados o quanto antes. A vacina representa a esperança viva de que vamos vencer essa guerra. Viva a ciência, viva o SUS!”, celebrou o senador.

 

Sputnik V

Sob a liderança do prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), o Consórcio Conectar, formado por quase 3 mil municípios, recebeu o apoio do Ministério da Saúde para avançar na compra de 30 milhões de doses de vacinas Sputnik V ainda este mês. Os representantes do Consórcio e da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) se reuniram, em videoconferência, com o secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz, para garantir unidade na operação. O problema, por enquanto, é o prazo de recebimento. A expectativa é que o primeiro lote, com 5 milhões de doses, chegue entre maio e junho, isso porque a Anvisa deve concluir até sábado, 24, a inspeção, liberando a assinatura do contrato para aquisição. As outras 25 milhões de doses chegarão no país até dezembro.

Lives Tucana

A primeira de uma série de lives que o PSDB/SC vai realizar semanalmente aconteceu nesta segunda-feira (19). A estreia dos 45 minutos de aprendizado online foi conduzida pela presidente do partido do estado e deputada federal, Geovania de Sá, e trouxe o prefeito de Araquari, o tucano Clenilton Pereira, como convidado. Eles falaram dos desafios da gestão pública em meio à pandemia do novo coronavírus e responderam aos questionamentos dos tucanos de todos os cantos de Santa Catarina.

PDT

A Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP) em SC lançou o Projeto Catarinense de Desenvolvimento. Com um formato colaborativo, a iniciativa buscará regionalizar as ações propostas por Ciro Gomes no Projeto Nacional de Desenvolvimento (PND). Liderado pelo vice-presidente da FLB-AP no estado, Allan Schroeder, o pacote de ações será dividido em cinco etapas. Para mais informações, a Fundação disponibiliza dois canais de atendimento: e-mail (ciro2022sc@gmail.com) e WhatsApp, com o número (47) 99912-5898.