Você já deve ter visto diversas edificações que visam evidenciar os materiais construtivos. Exemplos disso são obras em concreto aparente, tijolos aparentes, madeiras, assim como estruturas metálicas. São as comumente chamadas de modernas ou em estilo industrial.

Na realidade estas obras têm características bem fortes de um movimento pós guerra chamado “brutalismo”. Este movimento surgiu inicialmente com a ideia de reerguer as cidades devastadas pela 2º guerra mundial com uma característica minimalista e sem altos custos e ganhou uma repercussão mundial como uma nova forma de conceber a arquitetura.

No Brasil não foi diferente, esta arquitetura influenciou diversas escolas e arquitetos de renomes como Vilanova Artigas e Paulo Mendes da Rocha.

O Ginásio do Clube Atlético Paulistano, obra de Paulo Mendes da Rocha concluída em 1961 em São Paulo.

 

Características da arquitetura brutalista

A arquitetura brutalista preza pela “verdade estrutural” da construção, e busca através dela a definição da própria forma arquitetônica, mesclando a estrutura com a própria estética.

As instalações, que normalmente são escondidas na arquitetura convencional, são explicitadas, reforçando o caráter desta arquitetura e demonstrando as partes que formam o edifício.

Na arquitetura contemporânea este estilo está associado a um projeto em estilo industrial e é frequentemente empregado tanto na arquitetura de edificações quanto no design de interiores.

Sobre a PJV

A PJV Arquitetura foi fundada pelo arquiteto Pablo J. Vailatti em 2002. Oferta aos seus clientes soluções completas em arquitetura, interiores e engenharia. Conheça mais pelo site www.pjvarquitetura.com.br e pelas redes sociais @pjvarquitetura.