Bolsonarismo inabalado – Pelo Estado

Foto: Redes sociais/Reprodução

Por: Pelo Estado

27/02/2024 - 07:02

O ato convocado pelo ex-presidente Jair Messias Bolsonaro, no último domingo, 25, reuniu cerca de 185 mil pessoas na Avenida Paulista. Em seu discurso, destacou a contribuição que deu ao país durante seu mandato, afirmou categoricamente que não participou ou orquestrou qualquer iniciativa para um golpe de estado e ainda pediu por aqueles que continuam presos pelos atos de 8 de janeiro de 2023. Ovacionado por uma multidão, Bolsonaro reforçou sua popularidade e poder de influência no cenário político atual, o que será extremamente importante nas eleições municipais deste ano.

Não à toa, uma gama de políticos, de diversos partidos, do mais alto ao mais baixo escalão, fizeram questão de registrar em suas redes sociais o apoio inabalável ao mito.

Com Bolsonaro carregando sua “bandeira”, o PL vem preparando terreno para levar o máximo de cargos possíveis, entre prefeituras e cadeiras nas câmaras de vereadores de todo o país. E em Santa Catarina, onde obteve um percentual elevado de votos nas duas últimas eleições, não seria diferente. O governador Jorginho Mello (PL), que adiantou sua volta da missão aos Emirados Árabes e foi direto almoçar com Bolsonaro antes de seguir para a Paulista, onde ficou ao lado do ex-presidente em cima do carro de som, está muito bem articulado, levando para o partido nomes de peso das prefeituras do Estado e firmando aliança com os demais partidos.

Essa movimentação mostra que, mais uma vez, teremos eleições polarizadas, com a forte presença de PT e PL na disputa.

Balanço positivo

A excelente receptividade de investidores dos Emirados Árabes Unidos às potencialidades de Santa Catarina apresentadas ao empresariado de Abu Dhabi e Dubai surpreendeu positivamente os integrantes da missão do governo do estado ao país do oriente médio.

Essa é a avaliação do presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Mario Cezar de Aguiar. De acordo com Aguiar, as primeiras conversas com o Fundo Mubadala e a Companhia de Investimentos ADQ foram muito positivas, já que os executivos não conheciam o potencial do estado e ficaram impressionados com os dados e as oportunidades apresentadas.

Visitas pelo Estado

O deputado estadual Mário Motta (PSD) realiza esta semana uma série de visitas aos municípios na serra catarinense para divulgar dois projetos que buscam uma maior participação dos cidadãos nos processos legislativos. A viagem marca o início de uma série de encontros que o parlamentar terá nos próximos meses por todas as regiões catarinenses.

Um dos programas apresentados é o Academia Limpe, projeto inédito para a capacitação dos candidatos a vereador e prefeito de todas as partes de Santa Catarina. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site www.academialimpe.com.br.

Nos municípios, o deputado divulga também a retomada da Comissão dos Direitos do Consumidor e do Contribuinte e de Legislação Participativa (CLP) da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), da qual é presidente.

Celesc em Brasília

Os desastres climáticos que assolaram Santa Catarina no final de 2023 despertou o alerta de todo o país. Tanto que, na última semana, o diretor de Distribuição (DDI) da Celesc, Cláudio Varella do Nascimento, ministrou o Workshop “Resiliência de redes frente a fenômenos Climáticos de Elevada Severidade”, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, para tratar da atuação das equipes da companhia no pronto reestabelecimento do fornecimento de energia naquele período. O evento foi promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Encontro Facisc

Grandes líderes e referências empresariais catarinenses estarão reunidos nos dias 28 e 29/2, na Grande Florianópolis, para o Encontro Empresarial da Facisc. Os empresários integrantes do Sistema terão dois dias de programação com atividades relacionadas ao empreendedorismo, gestão, liderança, associativismo e representatividade. São esperadas aproximadamente 1,8 mil pessoas em oito espaços simultâneos.

Investimento

A catarinense IPM Sistemas, que desenvolve softwares de gestão para municípios do Sul e Sudeste do País, vai investir R$ 30 milhões na implantação de uma das primeiras infraestruturas especializadas em projetos de Inteligência Artificial do País. A compra de hardware (equipamentos e chips específicos para IA fabricados pela NVIDIA e Dell) vai consumir mais de R$ 5,5 milhões. O restante dos recursos será aplicado em estrutura de links, espaço em Data Center e outras tecnologias necessárias para o funcionamento dos equipamentos especializados, com prioridade para performance aliada ao desenvolvimento sustentável. As pesquisas em andamento miram em soluções nas áreas de saúde, educação, planejamento urbano e atendimento.

Diretoria do TJSC na OAB/SC

O primeiro Conselho Pleno da OAB/SC do ano contou com a presença dos novos dirigentes do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (OAB/SC). O presidente Francisco José Rodrigues de Oliveira Neto, o 2º vice-presidente Júlio César Machado Ferreira de Melo e o diretor-executivo da Academia Judicial, Luiz Felipe Siegert Schuch, foram recepcionados pela presidente da Seccional, Cláudia Prudêncio, demais dirigentes e conselheiros da OAB. A sessão foi marcada pelo diálogo institucional em busca da continuidade de projetos para aprimoramento da Justiça e das parcerias que vêm sendo mantidas pela OAB/SC com o Judiciário. Uma das mais importantes é o sistema de Assistência Judiciária Gratuita (AJG), pelo qual 406,9 mil cidadãos hipossuficientes já foram atendidos gratuitamente pela advocacia. São quase 12 mil advogados ativos cadastrados em todo o Estado, recebendo honorários sem atrasos.

Operação Publicanos

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) deflagrou a Operação Publicanos. A operação apura a prática de crimes tributários, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, entre outros.

A investigação envolve a atuação de empresários que utilizam empresas “laranjas” em nome de terceiros. Essas empresas realizariam serviços e não recolheriam os impostos devidos, além de não possuírem estrutura ou patrimônio para possíveis ressarcimentos. Ao todo, estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e 6 mandados de prisão temporária nas cidades de Criciúma, Balneário Rincão e Urussanga.