A WEG, referência global em equipamentos eletroeletrônicos - com foco em motores e acionamentos elétricos, geradores e transformadores de energia, produtos e sistemas para eletrificação, automação e digitalização - ficou entre as classificadas no Prêmio Melhores do ESG da Exame, que reconhece as empresas de maior destaque por suas posturas socioambientais em 17 diferentes setores da economia.

Criado em 2000, com o nome de Guia Exame de Boa Cidadania Corporativa, o Melhores do ESG é o principal guia sobre capitalismo consciente, mais humano e inclusivo, em direção a uma economia circular e colaborativa.

Para a seleção, as empresas passaram por um rigoroso processo de avaliação desenvolvido pela ABC Associados e seguido pelo time de jornalistas da Exame. O Melhores do ESG considerou as principais práticas sociais, ambientais e de governança, além do comprometimento de empresas com o capitalismo de stakeholder no Brasil.

A WEG foi uma das três companhias destaque no setor de Bens de Capital e Eletroeletrônicos. A entrega do troféu aconteceu na última quinta-feira (23), em São Paulo, e foi recebido pelo Diretor de Sustentabilidade Hilton José da Veiga Faria.

Energia e Gás

Nesta terça-feira (28), às 9h, a Câmara de Assuntos de Energia da Fiesc realiza reunião para debater a tarifa de gás natural e as perspectivas de suprimento do insumo para o Estado. O tema será abordado pelo diretor-presidente da SCGÁS, Willian Lehmkuhl. O encontro também contará com a participação do diretor da Agência Reguladora (Aresc), Silvio Cesar dos Santos Rosa, que vai apresentar as atualizações do campo regulatório, e do diretor de regulação e gestão de energia da Celesc, Fabio Valentim da Silva, que vai destacar os investimentos em expansão do sistema elétrico em Santa Catarina.

Tesouro Direto

Em maio deste ano, as vendas de títulos públicos federais por meio do Tesouro Direto atingiram R$ 3,9 bilhões. No mesmo mês, foram resgatados R$ 2,14 bilhões. Dessa forma, a emissão líquida, ou seja, o saldo entre papéis emitidos menos os títulos resgatados, foi de R$ 1,76 bilhão. Aplicações de até R$ 1 mil representaram 59,99% de todas as operações de investimento mensais, mas o valor médio por operação foi de R$ 6.510,26.

Aciag

Apontando para a liberdade economia a Aciag pede novamente fim da taxa de localização em Guaramirim. Segundo a entidade, a prática acaba por onerar injustificadamente as empresas guaramirenses, subtraindo-lhes a competitividade em relação a concorrentes estabelecidas em outros municípios que não são atingidas por esse tributo. Este pleito é defendido desde 2014.

Calote

A Rússia deu calote em seus títulos soberanos estrangeiros pela primeira vez em mais de um século, disse na segunda-feira (27) a Casa Branca, uma vez que as sanções abrangentes efetivamente excluíram o país do sistema financeiro global e tornaram seus ativos intocáveis. As informações são da Reuters. O Kremlin, que tem o dinheiro para fazer os pagamentos graças às receitas de petróleo e gás, rapidamente rejeitou as afirmações, e acusou o Ocidente de conduzir o país a um default (calote) artificial.

 

Construção

O Índice de Confiança da Construção (ICST), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 1,2 ponto de maio para junho deste ano. O crescimento veio depois de uma queda de 1,4 ponto, na passagem de abril para maio. Com isso, o indicador chegou a 97,5 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos.