A WEG segue como referência no cenário empresarial de Santa Catarina e do Brasil - e no momento, segundo a empresa de consultoria Ágora Investimentos, o balanço do segundo trimestre de 2021 serviu para mostrar que a empresa está bem posicionada para alavancar a recuperação da economia global.

A avaliação se sustenta na receita externa em dólares, que atingiu US$ 601 milhões (alta de 21% no comparativo anual), e as operações nos Estados Unidos foram responsáveis por 45% do crescimento dessa linha.

“Esse forte desempenho pode se acelerar nos próximos anos com os investimentos em infraestrutura nos Estados Unidos, especialmente em geração e transmissão de energia renovável”, destacou a corretora, em relatório divulgado na última quarta-feira e obtido pelo portal Money Times.

A receita líquida total da WEG avançou 41,4% no comparativo anual, de R$ 4 bilhões para R$ 5,7 bilhões, impulsionada pela demanda sólida no Brasil e no exterior. Ao mesmo tempo, no exterior a recuperação da atividade industrial global tornou possível o crescimento de receita nos principais mercados de atuação, como segmentos de mineração, óleo & gás e água & saneamento.

O lucro líquido da companhia disparou 120,6% ano a ano, com o montante subindo de R$ 514,3 milhões para R$ 1,1 bilhão, positivamente impactado pelo reconhecimento dos créditos tributários referentes à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e Cofins.

Variação nula

Após crescer 1,4% em maio, a produção industrial teve variação nula (0,0%) em junho. Apesar da estabilidade, três das quatro grandes categorias econômicas e a maior parte (14) das 26 atividades investigadas pela Pesquisa Industrial Mensal (PIM) registraram recuo na produção.

"Ópio espiritual"

Intervenções estatais levaram a Tencent Holdings, a décima maior empresa do mundo, a perder um décimo do seu valor de mercado nesta semana. Com um valor atual de US$ 550 bilhões, de anteriores U$ 611 bilhões, a gigante da tecnologia despencou depois que o governo Chinês impôs novas restrições a jogos eletrônicos no país, descrevendo-os como "ópio espiritual". A empresa tem em games um dos seus maiores mercados.

Balança

A alta das importações em ritmo maior que o das exportações fez o superávit da balança comercial recuar levemente em julho. No mês passado, o país exportou US$ 7,395 bilhões a mais do que importou. Esse foi o segundo melhor resultado da história, só perdendo para julho do ano passado (US$ 7,601 bilhões).

Sábado Legal

A chegada do Dia do Pais vem estimulando a venda de presentes em todo o comércio, e para estimular o consumo, a CDL de Jaraguá do Sul ampliou o horário de funcionamento, na véspera da data comemorativa, para facilitar aos consumidores o acesso à compra local. No Sábado Legal, os estabelecimentos ficam abertos até 17h.

Derrota

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu que a rede de lojas Havan não tem direito de apropriar crédito de contribuição ao PIS e Cofins sobre despesas diversas. A Havan havia ajuizado uma ação contra a União. O relator do caso no TRF4, juiz federal convocado Alexandre Rossato da Silva Ávila, afirmou não existir direito ao crédito para a empresa, pois ela não produz ou fabrica produtos, apenas desenvolve operações comerciais.

Pequenas lideram

Os pequenos negócios apresentaram um saldo positivo de 2.094.812 empregos com carteira assinada, o que significa 71,8% das vagas criadas no país. O número é quase três vezes superior ao das médias e grandes somadas, que contrataram, entre julho de 2020 e julho de 2021, 717.029 trabalhadores, segundo levantamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)

Copom

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) deu início na terça-feira (3), em Brasília, a quinta reunião do ano para definir a taxa básica de juros, a Selic, e deve repetir os aumentos promovidos nos últimos três encontros. Na quarta-feira (4), ao fim do dia, o Copom anunciará a decisão.

Dia dos pais

Quase metade dos consumidores disseram que não pretendem presentear no Dia dos Pais, celebrado no dia 8 de agosto. Apenas 32,2% responderam que tem a intenção de presentear e 19,4% ainda não se decidiram, enquanto 48,8% afirmaram que vão abrir mão de presentear na data. O resultado é da pesquisa nacional de intenção de compras encomendada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).