A WEG segue ganhando destaques - desta vez, por sua segurança como investimento: um relatório do banco de investimentos Credit Suisse apontou que a empresa de Jaraguá do Sul tem se revelado um investimetno de alta segurança - e lucratividade.

O relatório mostrou que a WEG tem potencial de crescer dois dígitos no ano que vem. Algumas características da companhia são vistas com a chave para um o aumento do interesse de investidores.

De autoria dos analistas Pedro Hajnal e Daniel Gasparete, o relatório destacou a grande resiliência da empresa, de renome e com grande exposição no mercado internacional. A fabricante de equipamentos elétricos é apontada como um porto seguro para o próximo ano.

“Acreditamos que a deterioração dos ambientes macro e políticos locais criaram a necessidade de que os investidores busquem produtos de nomes de alta qualidade com exposição a mercados internacionais”, disseram os analistas.

A analise mostrou que 55% da receita da WEG, ou seja, mais da metade, vem de fora do Brasil e, além disso, a correlação das ações da fabricante de equipamentos elétricos com a Ibovespa é pequena.

O Crédit Suisse possui uma recomendação outperform, acima da média, para a ação da WEG para os próximos 12 meses, com preço-alvo de R$ 46. Se confirmando a previsão, seria um aumento de 17,3% em relação ao preço da última sexta-feira, que era de R$ 39,19.

A empresa está vivendo um momento de grande valorização das suas ações. As ações da empresa mais que dobraram no ano passado, acumulando uma alta de 119%.

O Crédit Suisse também afirmou que os investidores da empresa estão confortáveis com o atual valor de mercado da WEG: “Se os resultados não desapontarem no curto prazo, o que não acreditamos ser o caso, a WEG deve continuar sendo negociada a múltiplos altos”, disseram os analistas.

Sem barreiras

O Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) concluiu investigação de salvaguardas relativas à importação de produtos de aço e decidiu não aplicar medidas contra o Brasil. A informação foi confirmada, na terça-feira (21), em nota conjunta dos ministérios da Economia e das Relações Exteriores.

Warren

A plataforma de investimentos Warren lançou na segunda-feira (20) a campanha Vacina no Braço e seu Dinheiro Rendendo. A ação visa incentivar a população a se imunizar contra a Covid-19, premiando os primeiros mil clientes que depositarem R$ 100 na plataforma e apresentarem o comprovante das duas doses de vacina (ou dose única) com R$ 50 numa nova carteira.

Oportunidades

A Plataforma do Movimento Santa Catarina pela Educação registra mais de 2,6 mil vagas de emprego ou estágio nos setores de indústria, comércio, serviços, transporte e agricultura em Santa Catarina. São 2.614 oportunidades oferecidas em todas as 16 vice-presidências regionais da Fiesc e, também, fora do Estado. Na região da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu são 218 vagas, com destaque para oportunidades de emprego nas áreas metalmecânica, têxtil, vestuário e prestação de serviços.

Oportunidades [2]

Para ampliar a empregabilidade dos catarinenses, o Sesi e o Senai contam com 16,5 mil vagas abertas em cursos de educação básica e profissional. Os cursos de educação básica são de educação infantil (1008 vagas), educação fundamental (985 vagas), ensino médio (1.470 vagas) e no programa Educação de Jovens e Adultos (EJA, 355 vagas).

Inovação

Fomentar o empreendedorismo universitário inovador junto aos estudantes de graduação, pós-graduação e egressos em Santa Catarina. Esse é objetivo do Programa de Apoio ao Empreendedorismo Universitário Inovador, lançado na terça-feira, 21, pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). O investimento será de R$ 9,5 milhões, sendo que cada proposta poderá receber até R$ 100 mil.

Assistência

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou proposta que altera a legislação trabalhista para determinar que o pedido de demissão ou a rescisão contratual de empregado analfabeto ou maior de 60 anos só será válido com a assistência do sindicato da categoria ou de órgão do Ministério do Trabalho e Previdência.

Recorde

O valor da produção agrícola do País em 2020 bateu novo recorde e atingiu R$ 470,5 bilhões, 30,4% a mais do que em 2019. A produção agrícola nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas chegou, no ano passado, a 255,4 milhões de toneladas, 5% maior que a de 2019, e a área plantada totalizou 83,4 milhões de hectares, 2,7% superior à de 2019.