A diretoria da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) recebeu na terça-feira (25) a visita do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

Acompanhado de Daniella Abreu, secretária executiva de Assuntos Internacionais do governo do Estado, Luciano Buligon fez um relato sobre as ações que a administração estadual realiza e projetou cenário otimista para os próximos meses.

Segundo ele, apesar das dificuldades que Santa Catarina enfrenta por conta da pandemia, as expectativas são favoráveis em relação a investimentos em áreas como infraestrutura com o objetivo de alavancar o desenvolvimento.

Destacou indicadores como geração de empregos (53 mil novas vagas, em 2020, ou cerca de 45% do total nacional), menor índice de desempregados do País (5%), o aquecimento de setores como comércio e serviços, e a redução da taxa de endividamento dos catarinenses como aspectos que demonstram a capacidade do Estado de superar os períodos mais críticos da pandemia.

Para o presidente da Acijs e do Centro Empresarial de Jaraguá do Sul, Luis Hufenüssler Leigue, a agenda foi importante no sentido de reafirmar o compromisso histórico do município e da região com o desenvolvimento de Santa Catarina.

“A entidade mantém uma pauta permanente de pleitos junto ao poder público em todas as esferas, mas suas reivindicações são apoiadas no propósito de contribuir para a elevação dos indicadores econômicos e sociais”, reafirmou Luis Leigue.

“A economia de Santa Catarina está preparada para crescer muito”, salientou Buligon. O secretário disse que graças a uma gestão eficiente, o governo do Estado tem recursos próprios da ordem de R$ 1,5 bilhão para obras importantes na retomada econômica pós-pandemia, e informou que em outubro o governador Carlos Moisés apresentará um plano detalhado de desenvolvimento para os próximos 15 anos que envolvem recursos de R$ 4 bilhões de capital privado, além de buscar parcerias com o governo federal.

A secretária Daniella Abreu falou soba o compromisso do Invest SC, programa de atração de investimentos para Santa Catarina, na articulação de relacionamentos externos visando melhorar o desempenho do Estado no mercado global.

Neste sentido, enfatizou a importância dos investimentos em obras como a duplicação da BR-280 seja no trecho estadual como no federal, o incentivo à inovação e na qualificação de mão de obra nos novos ambientes gerados por uma economia cada vez mais digitalizada e na preparação de gestores e profissionais em manufatura com ênfase na Indústria 4.0.

 

Novo empreendimento

Divulgação/Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul

O prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Aleixo Lunelli, recebeu em seu Gabinete nesta segunda-feira (24), o empresário Albano Koch, diretor e sócio do Grupo Koch, e o proprietário do terreno onde está sendo construído o empreendimento da rede, empresário Júlio Menel.

De acordo com o secretário de Planejamento e Urbanismo Eduardo Bertoldi, o motivo da visita foi para retirar o Alvará de Construção do empreendimento, localizado na Rua Walter Marquardt, nas proximidades da rotatória do Curtume. O prefeito Lunelli deu boas-vindas ao grupo Koch, desejou boa sorte, e disse que a Prefeitura está à disposição.

Petrobras

Buscando se reestabelecer como uma das melhores companhias refinadoras de petróleo do mundo, a Petrobras está lançando o programa RefTOP – Refino de Classe Mundial.

O RefTOP consiste em um conjunto de iniciativas que buscam implementar melhorias para aumentar a eficiência e desempenho operacional das refinarias que não estão na carteira de desinvestimento - Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), Refinaria Duque de Caxias (Reduc), Refinaria de Capuava (Recap), Refinaria de Paulinia (Replan) e Refinaria Henrique Lage (Revap) - e posicionar a Petrobras de forma mais competitiva na abertura do mercado de refino de petróleo no país.

Jovens

O Senado aprovou na terça-feira (25) um projeto de lei (PL) que incentiva as empresas na contratação de jovens de 16 a 29 anos sem experiência no mercado de trabalho. O projeto prevê, a título de incentivo às empresas, a redução do INSS patronal de 20% para até 1%, e da alíquota do FGTS de 8% para 1% no primeiro ano de contratação. O projeto segue para a Câmara.

Para o autor do projeto, senador Irajá (PSD-TO), a regra vem tratar os desiguais de forma diferente. “[Esses jovens] não possuem experiência profissional e exatamente por essa razão que as oportunidades minguam. E o papel do estado brasileiro é conduzir os desiguais a um tratamento especial que estimule o mercado de trabalho a dar oportunidade para esses jovens”, disse Irajá.

Importação de IFA

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse na quarta-feira (26) que o governo federal vai assinar na próxima semana um contrato de Encomenda Tecnológica com a farmacêutica inglesa AstraZeneca. O acordo vai possibilitar que o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), material necessário para produção da vacina contra a Covid-19, seja fabricado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nacionalmente.

Segundo o ministro, a assinatura do contrato deve ocorrer no dia 1° de junho em solenidade que contará com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Para Queiroga, a ação vai possibilitar o incremento no ritmo de vacinação no país.