O comércio catarinense registrou vendas expressivas para o Dia dos Pais. De acordo com levantamento da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC), o resultado foi 3,8% maior que o mesmo período do ano passado. O que não mudou foi a tradição brasileira de deixar as compras para última hora. Segundo lojistas, a maioria das vendas foram realizadas presencialmente – e na véspera da data.

O avanço da vacinação e a possibilidade dos encontros de família também deixaram os consumidores mais à vontade e seguros para irem às compras. Conforme a Federação anunciou na sondagem anterior, os itens mais procurados foram roupas e calçados e a forma de pagamento mais utilizada foi o cartão de crédito, seguido pelo crediário.

“Sem dúvida, a vacinação mudou o cenário do varejo estadual. Com o aumento na geração de empregos, e até mesmo iniciativas como o ‘Feirão SPC Regulariza Seu Nome!’, o poder de compra tem voltado às mãos dos consumidores”, afirma Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC.

Tauffer adianta que as expectativas estão altas para o Dia das Crianças e, principalmente, para o Natal, quando a maior parte da população catarinense já estará imunizada.

Para João Carlos Dela Roca, assessor institucional da Federação, a mudança de comportamento do homem nas atividades domésticas e o papel preponderante na criação dos filhos, também impactou nas vendas. “Isso tudo faz com que essa data já não perca tanto para o Dia das Mães, considerada a segunda data mais importante depois do Natal”, comenta.

Salários

Jaraguá do Sul tem o 2º maior salário médio do Norte catarinense e o quinto maior do Estado, segundo dados de uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta semana. Com base no salário mínimo atual de R$ 1.100, vigente desde maio deste ano, o trabalhador formal catarinense ganha, em média, R$ 2.519 por mês. Já em Jaraguá do Sul, a remuneração média é de R$ 3.410.

Incentivo à saúde de caminhoneiros

Uma portaria publicada pelo Ministério da Saúde no Diário Oficial da União de quarta-feira (11) institui um incentivo financeiro de custeio para o desenvolvimento à saúde integral dos caminhoneiros. Adotada no âmbito da Atenção Primária à Saúde, a medida vale para este ano nos municípios em que haja pontos de parada e descanso (PPD) para caminhoneiros certificados pelo Ministério da Infraestrutura.

Mercado Livre

O Mercado Livre anunciou na quarta-feira (11) uma série de expansões previstas para sua área de logística, com a inauguração de novos centros de distribuição. Cerca de 72% das remessas já dependem apenas da infraestrutura própria com operação fulfillment. As informações são da Exame. Nos últimos meses, a empresa abriu três centros de distribuição: em Cajamar (SP), Extrema (MG) e Governador Celso Ramos (SC).

A empresa negou que tenha interesse em participar da privatização dos serviços postais dos Correios.

Direto aos postos

O governo federal anunciou na quarta-feira (11) a publicação de uma medida provisória que permite que produtores e importadores de etanol hidratado possam comercializá-lo diretamente com os postos de combustíveis, sem ter de passar pelas distribuidoras. As informações são do portal G1.

Confiança

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aumentou 1,2 ponto em agosto de 2021 em relação a julho e alcançou 63,2 pontos. Este é o quarto mês consecutivo de avanço do indicador, período no qual acumula alta de 9,5 pontos.

Contratações

Micro e pequenos empreendedores do setor de serviços esperam aumentar as contratações nos próximos três meses. De acordo com a Sondagem Econômica das Micro e Pequenas, da FGV, 17,3% dos empreendedores acreditam que aumentarão o quadro de pessoal nos próximos três meses. Esse é o melhor resultado desde outubro de 2013.

Confiança [2]

A pesquisa também mostrou que, pelo quarto mês consecutivo, o Índice de Confiança das Micro e Pequenas Empresas de Serviços (MPE-Serviços) subiu 4,1 pontos, em julho, e atingiu 96,3 pontos, o maior nível desde janeiro de 2020 (96,8 pontos).

Reforma

Entidades da indústria, dos secretários de Fazenda dos Estados, do Fisco, organizações da sociedade civil e movimentos sociais entregaram, ontem, o Manifesto em Defesa de uma Reforma Tributária Ampla e Justa ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e ao presidente da Comissão Mista da Reforma Tributária, senador Roberto Rocha (PSDB-MA).

Gargalos

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados promoveu audiência pública na quarta-feira (11) sobre o Doing Business, uma das principais publicações do Banco Mundial. Editado anualmente, o estudo analisa em que medida as leis e regulamentações promovem ou restringem as atividades empresariais em cada país. O foco do debate foi o estudo sobre os gargalos no ambiente de negócios no Brasil.