Desde esta sexta-feira (24), os trabalhadores brasileiros podem solicitar o seguro-desemprego e informar dados da conta bancária de sua titularidade e preferência para receber o benefício.

A nova possibilidade de pagamento abrange o seguro-desemprego nas modalidades formal, bolsa de qualificação profissional, empregado doméstico e trabalhador resgatado.

Para solicitar o benefício na conta bancária própria, o trabalhador precisará informar, no ato da solicitação do benefício, o tipo de conta (corrente ou poupança), o número e o nome do banco, o número da agência com o respectivo dígito verificador (DV), e o número da conta de titularidade do trabalhador com DV.

A Secretaria de Trabalho, do Ministério da Economia, destaca que não devem ser informados dados de contas salários, pois nessas somente podem ser feitos depósitos e transferências de empregadores cadastrados, segundo normas estabelecidas pelo Banco Central.

A solicitação do seguro-desemprego pode ser feita no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital ou no portal gov.br e também está disponível para quem buscar atendimento presencial nas unidades de atendimento ao trabalhador.

Antes da medida, o benefício somente podia ser pago por meio de depósito em conta poupança ou conta simplificada para correntistas da Caixa Econômica Federal; por uso do Cartão Cidadão, com saque nos caixas eletrônicos de autoatendimento desse banco; ou ainda presencialmente, nas agências da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação civil.

Essas opções continuam disponíveis, mas, a partir da mudança, passa a ser permitido o pagamento por qualquer banco integrante do sistema financeiro brasileiro, por meio de transferência eletrônica bancária (TED) para depósito em conta corrente ou poupança de titularidade do beneficiado.

Vacina não sai antes de 2021, diz OMS

Pesquisadores têm alcançado progresso no desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19, com alguns estudos em estágio avançado, mas o uso não é esperado até o início de 2021, disse o chefe do Programa de Emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan, nessa quarta-feira.

A OMS está trabalhando para garantir uma distribuição justa das vacinas, mas neste meio tempo é essencial conter a disseminação do novo coronavírus, disse Ryan, já que os novos casos diários estão quase em níveis recordes em todo o mundo.

Certificado

A organização norte-americana PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) concedeu o selo “Cruelty Free” ao Grupo FW.

A certificação já era esperada há algum tempo pela indústria de higiene pessoal catarinense, especializada na fabricação de lenços e toalhas umedecidas, e chegou em um importante momento.

“Vivemos tempos difíceis em que os cuidados com o nosso planeta requerem especial atenção. A conquista do “Cruelty Free” PETA representa nosso propósito com os cuidados essenciais que devemos ter”, revela a diretora Administrativa do Grupo FW, Luciana Flor.

Sesi disponibiliza testes

No apoio ao enfrentamento do novo coronavírus, o SESI tem colocado à disposição de empresas e comunidade em geral testes para diagnósticos da Covid-19.

Os testes vem em conjunto com o protocolo de monitoramento da saúde dos trabalhadores desenvolvido pela entidade, o Coronadados.

São disponibilizados os dois testes: RT-PCR e Teste Imunológico (Rápido). O RT- PCR analisa a carga viral na pessoa testada.

É realizado por meio da coleta com um swab (cotonete comprido) de células da nasofaringe (fundo do nariz).

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul