Os trabalhadores informais que receberam a rejeição do pedido ao auxílio emergencial de R$ 600 podem contestar a negativa e pedir uma nova análise através do aplicativo da Caixa Econômica Federal, informou a instituição financeira nesta quarta-feira.

A plataforma foi atualizada para atender a demanda.

Trabalhadores inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) poderão fazer um novo cadastramento.

Segundo o banco, os processos em análise estão sendo atualizados com as respostas sobre a liberação ou não do dinheiro, pendendo análise pela Dataprev dos pedidos e o repasse das informações ao banco.

Segundo o vice-presidente de Varejo da Caixa, Paulo Henrique Ângelo, os problemas mais frequentemente detectados nas inscrições são erros no cadastramento quando o trabalhador assinalou que era chefe de família, mas não inclui os membros, com informações sobre a data de nascimento e o CPF e incongruência e divergência de dados.

Vale lembrar que algumas situações não permitirão o pagamento do auxílio, entre elas: o solicitante ter vínculo formal de emprego; ser servidor público; ou ter informado o CPF de uma pessoa já falecida.

Além disso, o máximo de beneficiários por família é de dois membros, mesmo que o núcleo familiar seja formado por dez pessoas e todas sejam elegíveis. Só duas no máximo poderão receber.

Guedes está otimista

O isolamento social não precisa ser abandonado e pode ser conciliado com a preservação da atividade econômica, disse nesta semana o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em videoconferência com investidores, ele se disse otimista com a recuperação da produção e do consumo e ressaltou que não faltará dinheiro para a saúde durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Retração na economia

A pandemia provocada pelo novo coronavírus fará a economia brasileira encolher 5,2% neste ano, prevê a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal).

A projeção segue na mesma tendência apontada pela arrecadação das receitas federais no Brasil: em março, as receitas registraram queda de 3,32% em março, totalizando R$ 109,718 bilhões.

A comparação é com o mesmo mês de 2019, descontada a inflação. Esse é o menor valor para o mês desde março de 2010, quando foram recolhidos R$ 105,717 bilhões. As informações foram divulgadas hoje (22) pela Receita Federal, em Brasília.

Missouri quer processar a China

O estado norte-americano do Missouri quer processar o governo chinês e outras instituições de relevo por considerar que o papel que desempenharam na pandemia no novo coronavírus prejudicou fortemente essa região dos Estados Unidos (EUA).

Entre a lista de acusações, o Missouri alega que a potência asiática poderia ter evitado a pandemia.

Juros podem cair

Durante transmissão do Estadão Live Talks nesta segunda-feira, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, indicou que a taxa básica de Juros, a Selic, atualmente em 3,75% ao ano, pode sofrer novo corte.

No entanto, segundo o Campos Neto, o crédito para as empresas pode ficar mais caro, devido à receios quanto ao impacto financeiro do isolamento social.

De acordo com o presidente do órgão, o cenário econômico do país está mais claro, e o BC está monitorando os volumes e preços do crédito. Caso necessário, o órgão tomará novas medidas para melhorar a oferta, caso os bancos sigam receosos para emprestar.

ANP estabelece novas regras

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estabeleceu novos procedimentos a serem adotados pelas empresas que atuam em atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural enquanto perdurarem as medidas temporárias de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus (covid-19).

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul