Com o dólar na faixa dos R$ 3,55, o Banco Central (BC) tomou a decisão de renovar os contratos de venda de dólares no mercado futuro. A autoridade monetária anunciou nesta quarta-feira à noite que iniciaria a rolagem de 113 mil contratos de swap cambial que venceriam em junho. A medida visa segurar a cotação do dólar, em alta em relação ao real desde o final do ano passado, subindo da casa dos R$ 3,15 em outubro para atuais R$ 3,55. Em 2016, o dólar havia alcançado sua maior cotação histórica: R$ 4,16. Embora ainda esteja longe do recorde, o quadro atual é altamente negativo, tanto para as exportações quanto para as importações, e mina a competitividade do Brasil no mercado internacional. "Com o objetivo de suavizar movimentos no mercado de câmbio, o Banco Central irá ofertar quantidade de contratos superior à necessária para a rolagem integral desse vencimento”, informou a autoridade monetária no comunicado. Por meio das operações de swap cambial, o Banco Central vende contratos em reais no mercado futuro para conter a volatilidade do câmbio e reduzir a demanda por dólar, assim visando segurar a cotação da moeda americana. O Banco Central aposta que a divisa subirá mais que os juros futuros. Os investidores apostam que os juros aumentarão mais que a moeda norte-americana. No fim do contrato, as duas partes trocam os rendimentos.O valor desses contratos não foi divulgado. Em comunicado, o BC informou que, nos primeiros dias, vai acelerar a rolagem dos contratos para segurar a alta da moeda norte-americana. só nesta quinta-feira, foram renovados 8,9 mil contratos. Atualmente, o Banco Central tem US$ 23,8 bilhões em contratos de swap cambial. Desse total, US$ 5,65 bilhões venceriam em 1º de junho, mas vão ser renovados e sairão de circulação em três etapas: uma em 1º de agosto, uma em 1º de novembro e a última em 2 de janeiro de 2019. A medida traz consigo um certo grau de risco e deixa clara a situação precária da moeda brasileira e a necessidade de medidas para conter a desvalorização do Real.    

ACIJS mostra exemplos de sucesso na inovação

Um painel especial vai mostrar na plenária da ACIJS e APEVI, na segunda-feira (7), três exemplos de empresas da região do Vale do Itapocu que alcançaram sucesso por meio da inovação e hoje estão presentes em diversos países. O painel "Excelência empresarial" abre a agenda de reuniões semanais no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul em maio, mês dedicado à indústria, e vai contar com as presenças de executivos da Liverpool, Live e Indumak. O evento ocorre às 18h, é gratuito e aberto a empresários e à comunidade em geral.  Informações pelo telefone (47) 3275-7027 e pelo e-mail eventos@acijs.com.br.

Museu WEG anuncia palestra sobre marketing e mídias

Como parte da programação do Dia Internacional do Museu, o Museu WEG de Ciência e Tecnologia vai trazer uma abordagem sobre os benefícios das mídias como ferramenta de marketing. A palestra acontece no dia 17 de maio, às 19 horas, no próprio museu, com inscrições gratuitas via internet. A apresentação ficará a cargo da Woop Comunicação, agência responsável pela comunicação do Museu WEG nas mídias sociais.

EMBRAPII recebeu empresários

A EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, esteve no dia 3 de maio na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Blumenau, em Santa Catarina, para um encontro com empresários do estado.  O evento visava identificar as demandas por inovação das empresas catarinenses.

PANORAMA NACIONAL

Endividamento recuou em abril

Os percentuais de endividados e inadimplentes recuaram em abril deste ano, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O percentual de endividados (com contas a pagar) ficou em 60,2% em abril deste ano, abaixo dos 61,2% de março deste ano e dos 62,1% de abril do ano passado.

Notas carimbadas não perdem valor, diz Banco Central

O Banco Central esclareceu que as cédulas carimbadas com a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os dizeres "Lula livre" não perdem o valor, mas alertou que deverão ser repostas, o que implicará custo para o país. Nas redes sociais e pelo WhatsApp, circularam diversas imagens de cédulas sendo carimbadas com a mensagem de apoio ao ex-presidente. Alguns vídeos mostram cédulas com mensagens escritas a mão.

ERRATA

Errei: ao contrário do que foi dito na edição passada, Eliane Cristina Müller é diretora executiva da Associação dos Bananicultores de Corupá (Asbanco), e não presidente. O cargo de presidência é atualmente de Adolar Behnke.