A forte industrialização do estado ajudou a preservar a atividade econômica em Santa Catarina e manter a queda causada pela pandemia de Covid-19 em Santa Catarina abaixo da queda registrada nacionalmente, afirma o presidente da Federação das Indústria do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Mário César de Aguiar.

O estado deve registrar no ano uma queda de 3% na atividade econômica, contra 4,9% no país.

Embora seja uma queda, se configura um resultado positivo perante ao quadro preocupante do ano - e a força da indústria se revela também na intenção de investimento do industriário catarinense: 74% dos empresários do setor pretendem aumentar investimentos no futuro próximo.

Segundo Aguiar, houve de fato uma subestimação do impacto da pandemia.

O empresariado esperava um impacto negativo com a pandemia, mas também imaginava que a crise fosse se resolver rapidamente - e não o quadro de já oito meses de pandemia.

Aguiar sustentou que os avanços no desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus devem ajudar na recuperação da economia no próximo ano.

Enquanto a entidade espera a aprovação de compra de vacinas no país pela anvisa, Aguiar afirmou que o Sesi de Santa Catarina poderá fazer o fornecimento da vacina para a indústria.

Os dados apresentados pela entidade levam em conta também as projeções do FMI - que não são as melhores para o país: além da queda de 4,9% neste ano, 2021 deve registrar crescimento abaixo da média - enquanto a economia global deve crescer 5,1%, o país deve crescer apenas 2,8%.

Lobby

Nesta quarta-feira (9), dia em que é celebrado o Dia Mundial de Combate à Corrupção, o procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu a regulamentação do lobby, que está em discussão no Congresso Nacional.

“O lobby, ou representação de interesses, assim como a política, não pode ser criminalizado, mas sim regulamentado por meio de legislação específica”, disse o procurador-geral ao participar da abertura do Fórum “O Controle Combate à Corrupção 2020”, organizado pelo Controladoria-Geral da União (CGU), no Palácio do Planalto.

Falando na indústria

O setor industrial nacional cresceu em oito dos 15 locais analisados pela Pesquisa Industrial Mensal (PIM-Regional), na passagem de setembro para outubro.

O resultado mostrou também que nove localidades superaram o patamar pré-pandemia de covid-19: Amazonas, Santa Catarina, Ceará, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Pará e Rio Grande do Sul.

O resultado foi divulgado na manhã desta quarta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Casa Verde e Amarela

O Senado aprovou nesta terça-feira (8) a Medida Provisória (MP) que institui o programa Casa Verde e Amarela.

A MP foi editada em 25 de agosto e o programa é uma reformulação do Minha Casa Minha Vida, com foco na regularização fundiária e na redução da taxa de juros.

O governo quer aumentar o acesso dos cidadãos ao financiamento da casa própria. O texto vai à sanção do presidente Jair Bolsonaro.

O Casa Verde Amarela é voltado para famílias de áreas urbanas e rurais com renda mensal de até R$ 7 mil.

Armas

O governo federal zerou a alíquota do imposto aplicado para a importação de revólveres e pistolas.

A medida, que deve vigorar a partir de 1º de janeiro, está prevista em uma resolução, publicada pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior, no Diário Oficial da União de quarta-feira (9).

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul